Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Depressão na gravidez afeta a qualidade da relação da mãe com o bebé

Psicóloga Carolina Pascoal ressalta a importância de acompanhamento da mãe na gestação.
Por Daniela Vilar Santos e Jéssica Santos 8 de Junho de 2021 às 16:18
Grávida
Grávida FOTO: Getty Images

A depressão nas mulheres-  pré-natalícia ou independente desta condição -, foi associada a uma menor qualidade de interações entre a mãe e o bebé, independentemente da depressão pós-parto, revela uma investigação feita pelo Instituto de Psiquiatria, Psicologia e Neurociência do King's College de Londres, no Reino Unido.

Esta é a primeira vez que um estudo se dedica a compreender a influência do transtorno depressivo diagnosticado em grávidas. A investigação concluiu que a depressão pré-natalícia, clinicamente confirmada, pode ter profundas consequências na interação entre a mãe e o bebé.
 

Esta investigação, publicada na revista Medical Xpress, baseou-se na análise da qualidade das interações entre a progenitora e o bebé às oito semanas e após 12 meses de nascimento. A amostra teve como base 131 mulheres grávidas na vigésima quinta semana de gestação saudável, das quais 51 não apresentavam diagnósticos de doença mental, 52 tinham transtorno depressivo no período de gestação e 28 tinham histórico de transtorno depressivo.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Relacionadas
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

O verdadeiro peso da performance sexual numa relação

“Os homens focam-se na performance, sentem que têm de ser ótimos enquanto amantes e têm que dar prazer, e elas têm de ser sexy e sensuais” Marta Crawford, sexóloga, desmistifica as questões das “deusas” e “deuses” do amor.