Barra Cofina

Quais são as consequências de fumar cigarros para a saúde mental?

Um estudo da Universidade de Bristol descobriu uma ligação entre fumar e um maior risco de ter esquizofrenia ou depressão.
Por Leonor Riso 10 de Novembro de 2019 às 15:59

O consumo de tabaco aumenta o risco de o fumador sofrer de problemas de saúde mental, como a esquizofrenia e a depressão. Um estudo da Universidade de Bristol, liderado pela médica Robyn Wootton, descobriu que os atos de começar a fumar e fumar potenciam o risco de ter estas doenças.

Já são conhecidos muitos perigos para a saúde derivados do cigarro, mas os cientistas quiseram compreender se fumar podia gerar doenças mentais, ou se é coincidência que o consumo do tabaco seja mais comum entre pessoas com problemas de saúde mental.

"O que descobrimos é que existem provas de efeitos causais nas duas direções", afirmou Robyn Wootton, citada pelo jornal The Guardian. A investigação sublinhou a importância de impedir que as pessoas comecem a fumar, e de ajudar fumadores a largar o vício para proteger a sua saúde mental – quer sofram ou não já de problemas.

Na investigação publicada no jornal Psychological Medicine, foi comparado o risco de desenvolver depressão ou esquizofrenia em pessoas com e sem uma predisposição genética para fumar. Estas variações genéticas estão distribuídas pela população e não são alteradas por fatores como o consumo de álcool, salário, exercício ou outros fatores de saúde.

Entre os resultados, concluiu-se que um indivíduo que fumava 20 cigarros por dia durante 15 anos, apesar de não ter fumado durante outros 17, tem mais do dobro das probabilidades de desenvolver esquizofrenia e depressão quando comparado com alguém que nunca fumou.

Porém, Wootton frisa que os resultados foram conseguidos tendo em conta uma amostra da população europeia e considera necessário explorar exatamente como é que fumar pode aumentar o risco de esquizofrenia e depressão. Uma possibilidade é a de que a nicotina influencie as ligações no cérebro ligadas a problemas de saúde mental.

Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Acabar com os mitos da comida das crianças

Sumo de fruta é o mesmo que comer uma maçã. Um iogurte serve de sobremesa e o açúcar deixa os miúdos hiperativos. A alimentação infantil descodificada

Família

Todas as estratégias para adormecer um bebé

Digamos que o “normal” é um bocadinho mais agitado. Alerta: este não é um artigo politicamente correto. Aqui fala-se de bebés que dormem na cama dos pais, que passam a noite – toda – a ouvir música e que mamam até lhes apetecer. E sim, está tudo bem.