Barra Cofina

Massagem de alta precisão pode ser a solução para combater a ciática

Maioria dos casos resulta de uma hérnia de um disco intervertebral que comprime uma raiz nervosa causando dor.
Por Vanessa Fidalgo 15 de Dezembro de 2019 às 01:30
Massagem de alta precisão pode ser a solução para combater a ciática
Dores nas costas
Dores nas costas
Massagem de alta precisão pode ser a solução para combater a ciática
Dores nas costas
Dores nas costas
Massagem de alta precisão pode ser a solução para combater a ciática
Dores nas costas
Dores nas costas
A tão comum dor ciática não é uma doença, mas sim um sintoma. Tem início na região lombar e desce pela região glútea, acompanhando o trajeto do nervo ciático e causa dor aguda, dormência e incapacita o doente para as rotinas do dia-a-dia.

"A dor ciática resulta da compressão ou inflamação do nervo ciático e, por isso, acompanha o seu trajeto, que vai até ao pé", explica Filipa Taipina, especialista na terapia de Bowen, um método inovador e eficaz de tratar o problema.

A terapia, semelhante a uma massagem, consiste na manipulação com grande precisão anatómica de tendões, músculos, nervos e da fáscia, o chamado tecido conectivo ou conjuntivo.

"A fáscia, sabe-se, é um tecido altamente enervado e repleto de recetores, que tem um papel fundamental na manutenção do equilíbrio do corpo e é de grande importância para o entendimento da causa da dor", explica.

A terapia de Bowen foi desenvolvida nos anos 50 do século passado, na Austrália, por Tom Bowen que criou um método não invasivo, suave e altamente eficaz de aliviar a dor.

Os seus movimentos provocam efeitos ao nível de todo o sistema e podem ser aplicada a todas as pessoas: de atletas a recém-nascidos, adultos, idosos até grávidas. As sessões dura, em média, uma hora.

Intervenção cirúrgica só mesmo em último caso
O diagnóstico da dor ciática passa, sobretudo, pela avaliação do historial clínico, pela observação médica cuidadosa e a análise de exames complementares de diagnóstico, como a ressonância magnética. Outros exames neurológicos poderão ainda ser importantes para avaliar o estado do nervo ciático.

Entre 80 a 90 por cento dos casos de dor ciática são resolvidos com técnicas ‘não cirúrgicas’, cada vez mais evoluídas, cujo objetivo é obrigar ao recuo do disco, sem a necessidade de corte da pele, estruturas ósseas ou do próprio disco.

No entanto, em cerca de cinco por cento dos casos, quando a dor é muito intensa, incapacitante, está associada a uma elevada fraqueza do membro e não responde a outros tratamentos menos invasivos, pode mesmo ser necessário recorrer ao cirurgião.

O objetivo da intervenção cirúrgica é corrigir a causa da compressão do nervo ciático. A correção das hérnias discais por meio da cirurgia (com a remoção do disco intervertebral que provoca a compressão) também é uma solução.

Saltos altos não são os ‘vilões’
Uma boa forma de prevenir a ciática é o uso de calçado confortável, individualizado, que não afete a postura. Os saltos dos sapatos, vistos tradicionalmente como inimigos da saúde da coluna vertebral, devem antes ser considerados aliados por quem os usa.

E isto porque o conforto que o calçado proporciona está também relacionado com a altura dos saltos adequada à postura individual.

Filipa Taipina, especialista em Terapia de Bowen
CM: Até que ponto a dor ciática pode ser incapacitante?
Pode ser altamente incapacitante porque é uma dor aguda e intensa. Piora quando a pessoa está sentada e pode causar uma sensação de queimadura.
- Que tipo de pessoas são mais afetadas?
É mais comum na meia-idade e rara em idades inferiores a 20 anos. Na maioria dos casos, tem na origem uma hérnia discal.
– Quanto tempo dura um tratamento com Bowen?
Depende de cada caso, mas uma dor ciática, pode ser resolvida entre quatro a seis sessões ou até menos.
- Onde pode ser feita?
Com um terapeuta certificado pela Bowtech.
- Em que consiste?
- Na manipulação suave, mas de grande precisão anatómica, de tendões, músculos, nervos e fáscia.

Conselho da semana
Manter uma boa postura e evitar estar sentado durante longos períodos, evitar o tabaco (que promove a degeneração dos discos intervertebrais), praticar exercício físico e massagens de relaxamento muscular são as melhores armas para prevenir o aparecimento de dores ciáticas.
Relacionadas
Notícias Recomendadas