Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Bexiga hiperativa obriga a mais de oito idas à casa de banho por dia

Mulheres são mais afetadas pela situação clínica que se caracteriza pela urgência em urinar e dificuldade em conter a vontade.
Por Francisca Genésio 2 de Março de 2019 às 10:19
Incontinência é um problema que afeta milhares de pessoas
Incontinência é um problema que afeta milhares de pessoas FOTO: Image Factory
A síndrome ‘bexiga hiperativa’ (BH) ou incontinência urinária caracteriza-se pela contração involuntária dos músculos da bexiga e obriga a que as pessoas afetadas por esta condição vão à casa de banho mais de oito vezes por dia. "Os sinais da BH são muitas vezes confundidos com os da infeção urinária, mas é importante perceber que são duas situações diferentes", explica Vítor Hugo Nogueira, urologista no Hospital de Braga.

Urgência em urinar, com ou sem incontinência associada, frequência urinária e muita necessidade de acordar uma ou mais vezes durante a noite para mictar são os sinais. "A existência de uma vontade repentina de urinar, que é difícil ou impossível de controlar, é a manifestação chave", acrescenta.

Já a infeção urinária manifesta-se pelos mesmos sintomas, mas é provocada por uma bactéria. "Para diagnosticar uma ou outra condição realizamos sempre uma análise à urina. Caso se verifique a presença de uma bactéria, estamos perante um quadro de infeção. Quando não existe, estamos perante uma incontinência urinaria e/ou síndrome ‘bexiga hiperativa’, explica Vítor Hugo Nogueira.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Relacionadas
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Deixou de fazer exercício físico e agora?

Começou com uma semana que depressa se tornou num mês e, quando deu por si, já não treinava há um ano. Pensava mesmo que o seu corpo não ia dar conta? Um especialista explica o que acontece física e mentalmente quando deixamos de nos exercitar regularmente. E avança com soluções para voltar à boa forma.