Barra Cofina

"Quando procuram a hipnose, as pessoas estão em desespero"

Hipnoterapeuta acaba de publicar um livro em que descreve várias técnicas para lidar com a ansiedade
Por A.M.R. 10 de Outubro de 2020 às 17:05

- Acaba de publicar o livro ‘Comece a Viver Agora’. Sobre a ansiedade. Um tema que está na ordem do dia?

- Infelizmente, sim. Por razões que todos conhecemos, um problema que já existia antes foi agravado por causa desta pandemia. Embora o meu livro já tivesse sido pensado muito antes da Covid-19.

- É hipnoterapeuta, uma área pouco conhecida em Portugal?

- Sou hipnoterapeuta. Tenho uma licenciatura em Psicologia, mas não sigo Psicologia Clínica. Faço hipnoterapia com os meus pacientes. Para muitos, é considerada uma terapia alternativa.

- Em que consiste a hipnoterapia?

- Através da hipnose clínica, levamos a pessoa a entrar num processo de calma, de paz e de tranquilidade. Convidamo-la a revisitar os momentos traumáticos da sua experiência e a libertá-los. É a técnica base. Mas uso outras técnicas, mais imediatas, e que atuam diretamente nos problemas de ansiedade e de pânico.

- Há muita procura no nosso país para a hipnose?

- A hipnose é muito procurada. Acho que ajudou à minha popularidade o facto de ter tido uma rubrica de hipnoterapia num programa de televisão muito popular.

- É uma técnica que funciona mesmo?

- Nem se imagina a quantidade de pessoas que, hoje em dia, sofre de ansiedade. Aparecem outras perturbações, como a depressão, os ataques de pânico, que são uma derivante da ansiedade. Aparecem também pessoas com outras perturbações psicológicas, mas a ansiedade é um problema crescente. Quando me procuram, as pessoas estão em desespero. Experimentaram várias coisas, que não funcionaram, e querem experimentar a hipnose, uma técnica que tem tido muito bons resultados.

- O problema da ansiedade é que provoca outras doenças?

- Precisamente. A ansiedade traz problemas de comorbidade: ela acarreta problemas de saúde, físicos e psicológicos.

- De que forma é que o seu livro se propõe ajudar as pessoas com ansiedade?

- Este livro é prático. É um livro de desenvolvimento pessoal. A primeira coisa que faz é chamar as pessoas à reflexão. Obriga-as a repensar a forma como estão a viver as suas vidas nos dias de hoje. Sempre a correr… Estão tão empenhadas em correr que não se dão conta de que fazem em 24 horas o que se devia fazer em 72. O organismo fica acelerado, os músculos tensos, o corpo entra em desequilíbrio. A partir daí, aparecem os problemas.

- O que está a sugerir é que as pessoas precisam de parar?

- Claro que sim. Precisam de parar, de pensar no que lhes está a acontecer. Para poderem fazer a mudança. O livro convida o leitor a fazer uma mudança de vida, uma mudança de atitude. A criar uma nova filosofia de vida. Para poder ser feliz. O meu livro está cheio de casos, reais, que ajudam a mostrar como uma mudança nos faz bem.

- A hipnose, também se ensina nos livros?

- No livro forneço várias técnicas e estratégias para as pessoas se irem auto-trabalhando. Mas sim, entre elas está a auto-hipnose. Mas também a meditação, que qualquer pessoa pode, e deve, fazer em casa, sem qualquer receio. Sobretudo é importante saber que há um caminho. Uma saída.

Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Como combater os efeitos do frio na pele

Com a descida das temperaturas, estes são os conselhos especializados para a perda de hidratação – e todas as restantes desgraças que afetam a pele no inverno.