Sub-categorias

Notícia

Mãe mais nova da história teve bebé aos cinco anos

Criança deu à luz em 1939. História é agora contada em livro.
12.02.18

Lina Medina descobriu estar grávida com apenas 5 anos e o pai da criança nunca foi revelado. O caso aconteceu em 1939, no Peru. É considerada a mãe mais nova do mundo e a sua história é agora revelada no livro "Madre a los cinco años" ("Mãe aos cinco anos", em português) do ginecologista José Sandoval.

Natural do interior do Peru, Lina foi levada ao hospital após um estranho inchaço no ventre, cólicas e dores agudas. Sem explicações, os pais tentaram vários tratamentos, incluindo religiosos, antes de levar a criança ao hospital. Para surpresa geral, descobriu-se que Lia estava grávida.

O médico ginecologista e cirurgião, Geraldo Lozada, ficou estupefacto com a descoberta e pediu que se confirmasse a idade da criança. Os documentos confirmaram a data de nascimento apontada pelo pai mas, ao analisar o corpo da criança, o médico constatou que para além da barriga saliente, a menina tinha pelos púbicos, estrias no abdómen e seios desenrolados.

Geraldo pediu exames para confirmar a situação que considerava impossível e estes identificaram um feto "em situação normal, com cabeça volumosa compatível com uma gestação de aproximadamente oito meses", segundo relata o biógrafo na sua obra.

O pai e os oito irmãos da menina foram interrogados, mas Lina nunca revelou com quem tinha tido relações sexuais e nunca se descobriu a identidade do progenitor do bebé.

A gravidez de Lina foi tornada pública a 12 de abril de 1939 quando o ginecologista fez uma conferência de imprensa. A notícia chegou à Europa, Ásia e Estados Unidos e começa a captar a atenção dos meios de comunicação de todo o mundo.

O menino, Geraldo Medina, batizado em homenagem ao médico que realizou o parto, nasceu a 11 de maio, de cesariana com 2,700 quilos com ótima saúde. Devido à pouca idade da mãe, o bebé foi entregue aos cuidados das enfermeiras. A guarda de Geraldo foi entregue a uma família adotiva, mas aos 14 anos o adolescente foi viver com Lozada.

A história "da mãe mais nova do mundo" foi explorada durante anos pelos media e a família recebeu donativos monetários que tornaram a vida confortável durante algum tempo.

Lina teve um segundo filho, aos 38 anos. Geraldo Medina morreu em 1979, com 40 anos, após complicações da dependência do álcool.

O livro explora a vida da família após o mediatismo e alguns dos mistérios que envolveram a gravidez mais precoce da história.



pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub