SEDE DO CDS VAI PARA OBRAS

O secretário-geral do CDS-PP, Pedro Mota Soares, confirmou ontem ao Correio da Manhã que a Câmara Municipal de Lisboa (CML) requereu a posse administrativa do edifício-sede do partido, no Largo do Caldas, para iniciar as obras de recuperação.
07.08.04
  • partilhe
  • 0
  • +
"Para nós é uma boa solução", declarou Pedro Mota Soares, acrescentado que isso permite resolver o impasse entre o arrendatário (o CDS-PP) e o proprietário (o Seminário Maior do Cristo Rei, instituição dependente do Patriarcado de Lisboa), quanto à necessidade de fazer as obras no edifício.
Segundo afirmou, o CDS-PP tinha pedido à CML autorização para fazer as obras, mas esta não autorizou porque, segundo a lei, tem de ser o propritário a assumir essa responsabilidade. Segundo Mota Soares, o partido pagará todas as despesas das obras que forem realizadas.
O secretário-geral do CDS-PP sublinhou não ser verdade que o edifício esteja em risco de ruína, "mas precisa, de facto, de obras na fachada e de mudar parte do telhado que está em mau estado".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!