Sub-categorias

Notícia

Condenado a 12 anos por desviar 1,6 milhões da Conservatória de Viseu

Osvaldo Pires confessou o crime.
19.05.17
Um antigo escriturário acusado de ter desviado cerca de 1,6 milhões de euros da Conservatória do Registo Predial de Viseu, crime que confessou, num processo que envolve também a ex-mulher e um casal amigo, foi condenado pelo tribunal a 12 anos de prisão. 

Osvaldo Pires, que começou a ser julgado no final do ano passado, foi condenado pelos crimes de peculato, falsificação de documentos, falsidade informática e branqueamento de capitais.

No caso era também arguido Vitor Freitas, antigo bancário e amigo de Osvaldo Pires, uma vez que para as suas contas (algumas das quais em cotitularidade com a mulher) terão sido passados 183 mil euros pelo então funcionário da Conservatória.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub