Sub-categorias

Notícia

Casal que vendia roupa falsa tinha 1,7 milhões no banco e recebia RSI

Homem e mulher de Castelo Branco tinham morada falsa para receber apoios.
20.05.17
Um casal vai ser julgado em Castelo Branco por vender roupa e calçado falsificados, em Portugal e Espanha, entre 2007 e 2012, anos em que os arguidos receberam indevidamente 40 mil euros do Rendimento Social de Inserção (RSI).

No despacho de acusação, a que a agência Lusa teve hoje acesso, o Ministério Público (MP) pede uma indemnização de quase 1,7 milhões de euros, dinheiro obtido através da venda direta de artigos de marca contrafeitos e que se encontrava em contas bancárias do casal.
Casal acusado de contrafação de roupa tinha 1,7 milhões no banco e recebia RSI


Os arguidos, de 43 e 36 anos, dedicavam-se apenas à atividade de feirante e venda a retalho, adquirindo os produtos a fornecedores do Norte do país para depois os venderem nas regiões de Castelo Branco, Guarda, Coimbra, Fundão, Portalegre e em Espanha.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub