Sub-categorias

Notícia

Crocodilo do Zêzere afinal era um peixe-gato

O crocodilo que uma comerciante e um canoísta pensam ter avistado na albufeira de Castelo Bode, no concelho da Sertã, poderá ser um siluro (ou peixe-gato), como o encontrado ontem de manhã perto da foz do Alge (Figueiró dos Vinhos) pelo dirigente da associação ambientalista AQUATomar.
21.07.11
  • partilhe
  • 0
  • +
Crocodilo do Zêzere afinal era um peixe-gato
Américo Costa deu com um siluro (igual ao da foto). O peixe pode chegar aos três metros. A GNR continua a vigiar Foto direitos reservados

Américo Costa, 48 anos, estava a organizar um passeio de observação da fauna da albufeira, no fim-de-semana, e procurava um sítio para atracar um pequeno veleiro quando descobriu o predador. "Eram 6, 7 horas. Vi movimento junto à margem e julgava tratar-se de uma carpa, mas quando me aproximei constatei que era um siluro, com 1,5 metros", contou o dirigente da AQUATomar, empresário.

Nessa altura, pensou logo ter desfeito o mistério do crocodilo. "Pelo tamanho, por estar em águas menos profundas para apanhar lagostins, pela forma como serpenteia ao nadar e quase não ter escamas, pode confundir-se com o réptil", conclui Américo Costa, destacando que o peixe--gato é muito comum nas barragens espanholas, apesar de ser uma enorme ameaça para os outros peixes.

Apesar da descoberta do ambientalista, o Serviço da Natureza e Protecção do Ambiente da GNR vai manter os patrulhamentos de rotina, com atenção a eventuais vestígios de alguma espécie exótica.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub