GNR identifica 43 invasores em Alcochete e aponta o dedo a Bruno de Carvalho

Militares concluem que grupo quis provocar o terror e falam dos posts do presidente do Sporting a criticar a equipa.
Por Tânia Laranjo e Henrique Machado|10.07.18

São afinal 43 o número de elementos da Juventude leonina, identificados como responsáveis pelo ataque à Academia de Alcochete. Um grupo que agiu com a intenção clara de provocar o terror e que, diz a GNR, foi incentivada por Bruno de Carvalho. O então presidente dos verdes e brancos.

Os militares que pediram os mandados que levaram à detenção de mais nove pessoas -. já estão presos 38, indiciados todos por crimes como terrorismo - lembram ainda que foi em abril, após a derrota com o Atlético, que Bruno de Carvalho virou a massa associativa contra os atletas da equipa profissional.

Esta não é a primeira vez que as autoridades dizem claramente que foram as atitudes da direção entretanto destituída que levaram ao ataque na Academia. Já o Ministério Público e o juiz de instrução o tinham dito, após a segunda leva de detenções, que tinha levado à prisão do ex-chefe da Juve leo, Fernando Mendes

 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!