Sub-categorias

Notícia

Sargento nega em tribunal envolvimento em tráfico de armas

Arguido desconhece algumas pessoas que o MP dá como seus cúmplices.
20.04.17
  • partilhe
  • 1
  • +
Um sargento-chefe do Exército acusado de desviar armas que iriam parar ao mercado negro negou esta quinta-feira no tribunal de Guimarães a prática de tais crimes, afirmando ainda desconhecer algumas pessoas que o Ministério Público dá como seus cúmplices.

"Não conheci e nunca ouvi falar deles. Nunca, nunca, nunca, tive contactos com eles", garantiu Alcino Costa, militar de 53 anos, a cumprir serviço no Regimento de Paraquedistas de Tancos.

O militar é um dos quatro arguidos em prisão preventiva, desde abril de 2016, sendo que no total começaram a ser julgados 13 arguidos, com idades entre os 30 e os 71 anos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Portugal

pub