Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Atribuição de bolsa a João Sousa depende de expetativas de "top16"

Matéria deverá estar encerrada na próxima semana.
2 de Maio de 2014 às 14:47

O presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP) disse esta sexta-feira que a atribuição de bolsa olímpica ao tenista João Sousa dependerá da expetativa do número um nacional conseguir qualificar-se nos 16 primeiros no Rio2016.

"Entram na grelha os atletas cuja expetativa de resultados seja nos primeiros 16. Significa o caso, ir aos oitavos final. O objetivo de integração nas grelhas olímpicas é ficar numa posição correspondente a este lugar. Portanto, a avaliação do comité terá em vista a expetativa de ganhar dois encontros", explicou José Manuel Constantino, à margem do 25.º Portugal Open.

O presidente do COP avançou que a atribuição de bolsas olímpicas está a ser negociada com a Federação Portuguesa de Ténis e disse esperar ter a matéria encerrada na próxima semana, recusando avançar com qualquer comentário sobre a possibilidade de João Sousa, número 40 da hierarquia mundial do ténis, receber ou não bolsa olímpica.

COP ténis tenista joão sousa bolsa olímpica rio2016
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)