Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

CDS-PP quer ministro da Defesa outra vez no Parlamento sobre o caso de Tancos

Deputado João Rebelo critica Azeredo Lopes por este admitir que possa não ter havido assalto.
Lusa 10 de Setembro de 2017 às 17:01
Azeredo Lopes, ministro da Defesa Nacional
Azeredo Lopes, ministro da Defesa Nacional
Paiol de Tancos
Tancos
Marcelo Rebelo de Sousa visitou base dos páraquedistas em Tancos
Azeredo Lopes, ministro da Defesa Nacional
Azeredo Lopes, ministro da Defesa Nacional
Paiol de Tancos
Tancos
Marcelo Rebelo de Sousa visitou base dos páraquedistas em Tancos
Azeredo Lopes, ministro da Defesa Nacional
Azeredo Lopes, ministro da Defesa Nacional
Paiol de Tancos
Tancos
Marcelo Rebelo de Sousa visitou base dos páraquedistas em Tancos
O CDS quer que o ministro da Defesa vá ao Parlamento dizer o que já sabe sobre os inquéritos ao desaparecimento de armas dos Paióis Nacionais de Tancos, disse este domingo à agência Lusa o deputado João Rebelo.

"O ministro deve regressar ao Parlamento. Esteve em julho e as informações que nos deu foram muito escassas, refugiou-se constantemente no 'não sabia nem era minha responsabilidade'", afirmou o deputado do CDS-PP, que continua a defender que Azeredo Lopes não tem condições para estar no cargo.

João Rebelo considerou "absolutamente desastrosa" a entrevista do ministro ao Diário de Notícias e TSF divulgada este domingo, em que, referindo-se à falta de provas visuais, testemunhais ou confissão, Azeredo Lopes admite que, "no limite, pode não ter havido furto nenhum", frisando que o inquérito em curso ainda não tem conclusões definitivas.

"Está a especular, não tem certezas, portanto especula sobre um assunto que cosideramos preocupante", criticou o deputado do CDS-PP, referindo que a Comissão Parlamentar de Defesa pediu informações sobre o inquérito que está a ser feito pela Polícia Judiciária Militar e ainda não recebeu nada.

As condições em que terá ocorrido o furto, a lista exata do material em falta e as condições em que estava a ser feita a vigilância são algumas das respostas que o CDS-PP quer do Governo.

Na reunião da comissão que está marcada para terça-feira, o CDS-PP vai propor que seja acrescentado um tópico à agenda da deslocação do ministro agendada para dia 20 deste mês.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)