Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Centenas em protesto no aeroporto JFK contra ordem de Trump

Perto de 500 manifestantes reclamam proibição de nacionais de sete países entrarem nos EUA.
Pedro Zagacho Gonçalves 28 de Janeiro de 2017 às 21:45
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK
Manifestantes concentram-se junto ao terminal 4 do aeroporto JFK

Perto de 500 pessoas concentraram-se junto ao terminal 4 do aeroporto John F. Kennedy, em Nova Iorque, em protesto contra a ordem executiva de Donald Trump, que estabelece a proibição de nacionais de sete países (Síria, Iraque, Irão, Sudão, Líbia, Somália e Iémen) de entrarem nos EUA.

O protesto formou-se depois de seis passageiros, cinco do Iraque e um do Iémen, que tinham como destino aeroporto John F. Kennedy, em Nova Iorque, terem sido impedidos de entrar no voo EgyptAir 985 na cidade do Cairo, apesar de terem passaportes com autorização de entrada nos EUA validada.

Nos cartazes empunhados pelos manifestantes lê-se "Os refugiados, os emigrantes, os muçulmanos são bem-vindos" e "Deixem-nos entrar". Ouvem-se também as palavras de ordem "Constrói um muro; nós derrubamo-lo".

Na sexta-feira, Trump impôs a proibição de quatro meses, que pode ser estendida se o Presidente dos EUA assim o decidir. Dois refugiados foram detidos após a oficialização da ordem, tendo um deles sido libertado. No entanto, o representante do aeroporto JFK afirmou que pelo menos onze refugiados estão detidos no interior das instalações, a aguardar voo que os leve de volta para os países de origem.




protesto manifestação Donald Trump muçulmanos proibição ordem EUA Nova Iorque
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)