Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Doze guardas estiveram detidos em 2016 por crimes como corrupção e tráfico de droga

Lusa 8 de Março de 2017 às 14:17

Doze guardas prisionais estiveram privados de liberdade, em 2016, por crimes de tráfico de droga, corrupção passiva e ativa, extorsão, burla, sequestro, posse de arma proibida, roubo tentado, coação e ofensas à integridade física, revelou hoje o Ministério da Justiça.

Em resposta a questões colocadas pela agência Lusa sobre o número de guardas prisionais envolvidos em casos de corrupção e outros ilícitos/infrações disciplinares, o Ministério da Justiça informou que, durante 2016, "estiveram privados de liberdade no sistema prisional 12 elementos do corpo da guarda prisional".

Os crimes pelos quais estes guardas "passaram pelo sistema prisional foram tráfico de estupefacientes, corrupção passiva e ativa, extorsão, burla simples e qualificada, sequestro simples e qualificado, detenção de arma proibida, roubo tentado, coação tentada e ofensas à integridade física", adiantou o ministério.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)