Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Gastos dos estudantes são 80% do impacto direto dos politécnicos nas regiões

Estudo foi realizado pelo Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos.
Lusa 4 de Abril de 2019 às 05:00
Estudantes
Estudantes
Estudantes
Estudantes
Estudantes
Estudantes

Os gastos dos estudantes, sobretudo em alojamento, representam em média 80% do impacto económico direto dos institutos politécnicos nas regiões onde estão inseridos, de acordo com um estudo divulgado esta quinta-feira pelo conselho coordenador destas instituições.

Mais de 61 milhões de euros por ano é quanto valem os estudantes do politécnico de Leiria para aquela região, de acordo com os dados do estudo 'O impacto económico dos institutos superiores politécnicos em Portugal', do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), que analisa os impactos diretos e indiretos da presença de 12 destes institutos nas regiões onde se inserem.

Este é o valor mais elevado entre os institutos analisados - -- Beja, Bragança, Castelo Branco, Cávado e Ave, Guarda, Leiria, Portalegre, Santarém, Setúbal, Tomar, Viana do Castelo e Viseu -- que se explica por Leiria ter o instituto com maior número de alunos e um dos valores de encargos mensais médios por estudantes mais alto: os 554 euros gastos em média pelos alunos de Leiria só são superados nesta amostra pelos 587 euros médios em Setúbal.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)