Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Governo autoriza novo concurso de 7 milhões de euros para o metro de Arroios

Obra em curso na estação lisboeta está atrasado e contrato com a construtora foi cancelado.
Lusa 23 de Fevereiro de 2019 às 12:56
Autarcas visitam obras do metro na zona de Arroios, em Lisboa
Metro em Lisboa
Estação de metro de Arroios
Autarcas visitam obras do metro na zona de Arroios, em Lisboa
Metro em Lisboa
Estação de metro de Arroios
Autarcas visitam obras do metro na zona de Arroios, em Lisboa
Metro em Lisboa
Estação de metro de Arroios

O Governo autorizou, por portaria, um novo concurso de 6,84 milhões de euros para obras na estação de Metro de Arroios, depois de rescindir por incumprimento a empreitada de 2017 contratada por 5,9 milhões.

A portaria foi publicada em suplemento do Diário da República de sexta-feira, para entrar este sábado em vigor, e autoriza o Metropolitano de Lisboa a lançar um novo contrato de empreitada de ampliação e reformulação da Estação Arroios, da Linha Verde, do Metropolitano de Lisboa.

"Por incumprimento contratual do adjudicatário, o Município de Lisboa viu-se obrigado a resolver o contrato, concretamente por atraso na execução da empreitada", explica o Governo no diploma que entrou em vigor, classificando o atraso como uma "situação que se tornou insustentável" e que levou à resolução do contrato.

"Torna-se, portanto, necessário que o Metropolitano de Lisboa lance um novo procedimento contratual para contratar os trabalhos" de ampliação da estação Arroios, acrescenta, definindo encargos de 6,84 milhões de euros para a nova empreiteitada, repartidos por 2019 (2,1 milhões de euros), 2020 (4,62 milhões) e 2021 (40 mil euros).

O concurso público internacional para a empreitada de ampliação e reformulação da estação Arroios foi lançado em 2016 pelo Metropolitano de Lisboa, tendo sido adjudicado em 2017, mas a obra, até hoje, já foi objeto de três diplomas.

A primeira portaria foi publicada em janeiro de 2017, autorizando encargos até 4,6 milhões de euros para o concrso público, a repartir entre 2017 (1,5 milhões) e 2018 (3,1 milhões), e a segunda portaria foi publicada dois meses depois, em março de 2017, procedendo a um ajustamento dos valores da obra para 5,9 milhões de euros, repartidos por 2017 (980 mil euros), 2018 (2,95 milhões) e 2019 (1,97 milhões), além de aumentar o prazo de execução da obra.

No diploma publicado esta sexta-feira, e que entrou hoje em vigor, o executivo explica que aquela obra decorre no subsolo "de uma zona muito consolidada" da cidade, o que torna "necessário um reforço estrutural, de estruturas de contenção e correspondente instrumentação", com vista a minimizar o impacte à superfície e nos edificios envolventes.

Por essa razão, adianta, está previsto "um prazo de execução de 30 meses, contados da data da assinatura do contrato" para a execução da obra.

A estação de Arroios está encerrada desde 19 de julho de 2017 devido às obras de ampliação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)