Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Japão regista primeira morte mundial por vírus raro transmitido por gato

Vítima é uma mulher que foi mordida por um gato de rua em 2016.
Lusa 25 de Julho de 2017 às 06:36
Gato de rua
Gato de rua
Gato de rua
Gato de rua
Gato de rua
Gato de rua

O Japão anunciou esta terça-feira o primeiro caso mundial de contágio humano com o vírus da numa mulher que morreu depois de ser mordida por um gato.

A mulher morreu no ano passado devido ao SFTSV (sigla de "Bunyavirus do Síndrome de Febre Severa com Trombocitopenia"), um vírus raro identificado pela primeira vez na China em 2010 e cujos primeiros contágios se registaram no Japão em 2013, indicou em conferência de imprensa o Ministério da Saúde japonês.

Todos os casos detetados até à data em humanos - a maioria em zonas rurais da China - tinham sido em pacientes picados por carraças, pelo que os cientistas acreditavam que esta era a única via de transmissão do vírus.

A doente, de cerca de 50 anos, não mostrava sinais de picadas dos parasitas, mas foi mordida por um gato de rua, que tinha apanhado para levar a um veterinário.

A mulher morreu dez dias depois de ter sido mordida, com febre alta e outros sintomas graves causados pelo SFTS, para o qual não existe tratamento, indicou o Ministério.

Até agora registaram-se 266 infeções de SFTS em seres humanos no Japão, das quais 57 morreram, enquanto na China registaram-se várias centenas de casos, principalmente no centro e nordeste do país, e na Coreia do Sul detetaram-se também várias dezenas de contágios.

Os principais sintomas que provoca são febre, trombocitopenia [diminuição das plaquetas sanguíneas], problemas gastrointestinais e leucopenia, e a sua mortalidade situa-se entre 12 e 30% dos casos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)