Mais de 2/3 das famílias apoiadas por instituições têm rendimentos inferiores a 500 euros

Por Lusa|29.11.17
  • partilhe
  • 1
  • +

Duas em cada três famílias apoiadas por instituições de solidariedade social têm rendimentos mensais líquidos inferiores a 500 euros e o desemprego está presente em 47% dos agregados, revela um estudo da Universidade Católica Portuguesa (UCP) hoje divulgado.

Em 2016, o rendimento 'per capita' médio das famílias era de 187 euros. Nas que têm crianças esse valor é de apenas 146 euros e nas que não têm é de 225 euros, refere o estudo "Utentes de instituições de solidariedade social - Uma abordagem à Pobreza nesta população", realizado pelo Centro de Estudos e Sondagens de Opinião (CESOP) da UCP em parceria com o Banco Alimentar e a Entrajuda.

Este estudo, que apresenta os resultados de 1.466 inquéritos a famílias recolhidos em finais de 2016, constitui a quarta edição de um projeto iniciado em 2010, que tem sido repetido de dois em dois anos a uma amostra de instituições pré-definida pelo CESOP, permitindo acompanhar a evolução de famílias que assistem.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!