Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Mais de três dezenas de incendiários detidos este ano

Detenções determinam "uma atuação muito intensa das forças e serviços de segurança" em relação ao crime de incêndio florestal.
28 de Março de 2018 às 14:25
Eduardo Cabrita
Eduardo Cabrita
Eduardo Cabrita
Eduardo Cabrita
Eduardo Cabrita
Eduardo Cabrita
Mais de três dezenas de pessoas foram detidas este ano por incêndio florestal, crime que cresceu mais de 27% no ano passado face a 2016, anunciou esta quarta-feira o ministro da Administração Interna.

Em conferência de imprensa, Eduardo Cabrita adiantou que as mais de três detenções feitas entre janeiro e março deste ano determinam "uma atuação muito intensa das forças e serviços de segurança" em relação ao crime de incêndio florestal.

O ministro disse também que um dos crimes "com crescimento significativo" em 2017 foi o de incêndio florestal, que aumentou mais de 27%.

Segundo Eduardo Cabrita, este aumento decorre "da situação dramática" vivida em Portugal no ano passado, mas também "da correspondente intensificação da atuação das forças e serviço de segurança relativamente à fiscalização" no que toca aos incêndios florestais.

A conferência de imprensa foi realizada após a reunião do Conselho Superior de segurança Interna, na qual foi apreciado o Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) de 2017, que é na quinta-feira entregue na Assembleia da República.
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)