Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Presidente venezuelano diz que libertação de ativistas é "ato de benevolência"

Lusa 2 de Junho de 2018 às 02:02

O Presidente da Venezuela afirmou na sexta-feira que a libertação de 39 presos anunciada pelas autoridades do país são um "ato de benevolência" e correspondem a pedidos que fez à Assembleia Nacional Constituinte e ao Supremo Tribunal de Justiça.

"Hoje [sexta-feira] saíram em liberdade, a meu pedido como chefe de Estado, um grupo de dirigentes e militantes da oposição que cometeram crimes de violência política entre os anos de 2014, 2015, 2016 e nas 'guarimbas' [protestos violentos] de 2017", disse Nicolás Maduro, no Palácio Presidencial de Miraflores, em Caracas.

O Presidente da Venezuela lembrou que a libertação faz parte de um plano de reconciliação nacional que anunciou após a sua reeleição no dia 20 de maio, num sufrágio que não foi reconhecido por muitos governos e no qual a principal coligação da oposição não participou por o considerar fraudulento.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)