Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Três soldados egípcios mortos em ataque islamita

Os soldados foram mortos num ataque com lança-granadas contra um posto de controlo militar na península do Sinai.
18 de Julho de 2015 às 23:31
Três soldados egípcios foram este sábado mortos num ataque com lança-granadas contra um posto de controlo militar na península do Sinai, anunciou o exército em comunicado.

O ramo egípcio do grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou o ataque em comunicado difundido nas redes sociais.

Antes, o comando militar egípcio tinha anunciado a morte de 20 islamitas numa operação onde foi destruído um edifício e dois camiões.

Na quinta-feira, o ramo egípcio do grupo EI disse ter atacado "com mísseis" uma fragata da marinha ao largo da península do Sinai, no primeiro atentado do género desde o início, em 2013, da rebelião 'jihadista' no país.

As Forças armadas reconheceram que um navio da marinha foi atingido no decurso de combates, mas assegurou não se registaram vítimas. Pelo contrário, a formação islamita reivindicou a morte de toda a tripulação.

Os atentados multiplicaram-se no Egito desde a destituição pelos militares, em julho do 2013, do presidente Mohamed Morsi, apoiado pela Irmandade Muçulmana. Centenas de polícias e soldados, em particular no norte do Sinai, foram mortos desde o início da rebelião.

Os 'jihadistas' afirmam reagir em represália à sangrenta repressão sobre os partidários do ex-presidente, que já provocou pelo menos 1.500 mortos, na maioria manifestantes islamitas, milhares de feridos e dezenas de milhares de detenções. Muitas centenas de presos, incluindo a cúpula da Irmandade, foram condenados à morte em processos sumários, apesar de alguns tribunais já terem ordenado novos processos judiciais.
soldados ataque islamita Estado Islâmico Sinai
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)