Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Utentes chamados a contribuir para SNS

Correia de Campos admite a hipótese de serem solicitadas contribuições aos utentes para poder garantir a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Entre as medidas equacionadas pelo ministro da Saúde, conta-se nomeadamente a possibilidade de acabar a isenção de taxas moderadoras para todas as crianças até aos 12 anos.
23 de Maio de 2007 às 08:15
Utentes chamados a contribuir para SNS
Utentes chamados a contribuir para SNS FOTO: d.r.
Em declarações prestadas à rádio TSF, Correia de Campos garante que o SNS vai continuar a ser tendencialmente gratuito, mas admite que os utentes venham a ter de contribuir para a sustentabilidade do sistema, sendo que essas contribuições suplementares deverão estar dependentes do rendimento das famílias.
“Não vamos criar um pagamento no ponto de encontro porque sabemos que um pagamento no ponto de encontro é a coisa mais injusta dos serviços de Saúde, por isso preferimos criar contribuições compulsivas, temporárias, por níveis de rendimento”, explicou o ministro da Saúde à rádio TSF.
Entre os pontos a rever no actual modelo de financiamento do SNS, Correia de Campos aponta a isenção de pagamento de taxas moderadoras em vigor para todas as crianças até aos 12 anos. “Devemos questionar se todas as crianças devem estar isentas de taxas, sejam crianças ricas, sejam as crianças pobres”, sublinhou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)