Barra Cofina

Correio da Manhã

Comunicados de Imprensa
3

Porque o Dia Mundial do Ambiente não pode ser “esquecido”

Passados praticamente meio século este dia nunca fez tanto sentido.
4 de Junho de 2021 às 15:03
Celebrar esta data é proteger o planeta que nos dá abrigo.

Celebra-se dia 05 de Junho o Dia Mundial do Meio Ambiente, data criada no ano de 1972, numa concertação entre todos os países aquando da Conferência das Nações Unidas em Estocolmo. A partir deste dia, em todo o mundo os países passaram a assinalar este dia na sua agenda anual reafirmando as suas preocupações com a preservação e melhoria das condições ambientais, considerando um maior aprofundamento da consciência ambiental. Esta situação consegue-se, também, através da construção de ações que promovam conhecimento e consequente consciencialização da população para a importância da preservação dos recursos naturais do Planeta, destacando o significado e consequências da sua proteção.

A celebração deste dia dá a oportunidade a cada um de demonstrar ser um cidadão responsável, evidenciado o esforço em ajudar a melhorar e a preservar a mãe natureza. Este ano, a temática inscreve-se na preservação e restauração dos ecossistemas. A restauração dos ecossistemas pode assumir muitas formas, havendo espaço e oportunidades para todos. Vejam-se algumas sugestões: manutenção de árvores já em crescimento, promoção de cidades (mais) verdes, renovação de jardins com plantas ajustadas ao clima da região, mudança de hábitos alimentares para produtos locais, limpeza de rios, ribeiras, costa marítima, preservação recursos hídricos água doce, consumir água sem desperdiçar…. Estes são apenas alguns exemplos, que podem ser muitos mais.

Vivemos num período em que a comunidade não pode ficar indiferente aos impactos a que a sociedade contemporânea está exposta, principalmente na área dos desastres ambientais, que são provocados por diversas ações humanas e consequentemente relacionados com a degradação da diversidade biológica, desafiando inclusivamente os conhecimentos científicos atuais.
É por demais evidente a importância do desenvolvimento da educação ambiental, dinamizando uma consciência ecológica pró-ativa em prol de um maior crescimento do "desenvolvimento sustentável" que é já obrigatório. Isto significa a existência de uma sincronia, que se desejaria perfeita, entre o crescimento económico necessário dos países, garantindo a preservação do ambiente e o desenvolvimento social para o presente sem esquecer as gerações futuras.
O Planeta é um sistema vivo, integrando num outro sistema muito maior que o ser humano ainda desconhece praticamente por completo. O Ser Humano é apenas mais uma das muitas formas de vida existente neste sistema, num total de cerca de 2 milhões de espécies identificadas, não tendo qualquer direito de ameaçar a sobrevivência de outros seres ou o equilíbrio ecológico do Planeta.

Até porque colocar a natureza em risco é colocar em perigo a humanidade.
Não fique indiferente.

Teresa Fernandes, Marketeer
Ver comentários