Barra Cofina

Correio da Manhã

Comunicados de Imprensa
9

Romeu & Julieta

Coprodução Quorum Ballet, Orquestra Clássica do Sul e Teatro das Figuras
5 de Março de 2020 às 15:34
O Teatro das Figuras recebe nos dias 20 e 21 de Março a estreia absoluta de "Romeu & Julieta", um espectáculo do Quorum Ballet, com coreografia e direcção artística de Daniel Cardoso, e da Orquestra Clássica do Sul que, conduzida pelo maestro Rui Pinheiro, interpreta a obra de Sergei Prokofiev inspirada no clássico da literatura dramática. Inserida nas comemorações do 15º aniversário do Teatro, esta nova produção de "Romeu & Julieta" revisita uma das obras mais conhecidas de Shakespeare numa abordagem contemporânea.

Esta nova produção nasce do desejo de continuar a trabalhar os grandes clássicos, dando seguimento ao trabalho desenvolvido com "Lago dos Cisnes"; e "Sagração da Primavera" de Daniel Cardoso, relacionando-os com a vida e a sociedade de hoje.

O coreógrafo assume desta vez o desafio de apresentar uma nova criação inspirada em Romeu e Julieta", uma das obras mais conhecidas de Shakespeare, e indubitavelmente um dos clássicos mais revisitados da história da literatura dramática. Talvez porque o Amor - na sua conceção romântica e absoluta – aquele que é incondicional, transcendente e redentor, continue a ser alvo de pesquisa, espanto e inquietação. Esse lugar inexplicado que resgata as emoções mais violentas, as mudanças mais avassaladoras, as ações mais decisivas.

Nesta abordagem procura desafiar-se a centralidade de Romeu e Julieta: multiplicados numa visão contemporânea, numa arena em que todos sem exceção, passam a ser Romeus e Julietas. Num universo onde individualmente, todos os homens e mulheres se cruzam de alguma forma no percurso simbólico destas personagens, e experimentam diversas formas de amar. Destaca-se ainda a noção de aleatoriedade, ou destino, neste grande palco da esfera social, em que o encontro do Amor genuíno pode transformar-se num incontrolado jogo do acaso.

Mas sobretudo, procura resgatar-se o espaço para reencontrar o Amor na sua essência mais humana e crua. A sua força irredutível e capital. O seu poder universal. Porque, independentemente das nossas diferenças culturais, sociais e individuais, há algo em que podemos ser unânimes: na fé de que a condição humana seria inconcebível sem o Amor. O Amor que nos alimenta e simultaneamente nos consome, que nos orienta e faz perder, que pode ser tão imenso quanto o imensurável mundo interior de quem ama. Ou como o descreve Romeu: "Amor: A mais discreta Loucura. Amargo veneno e mitigada doçura."

Ficha artística e técnica:
Orquestra Clássica do Sul
Maestro: Rui Pinheiro
Música: Romeu e Julieta de Sergei Prokofiev

Quorum Ballet
Direcção Artística e Coreografia: Daniel Cardoso
Dramaturgia: Ana Lázaro e Daniel Cardoso
Bailarinos: Beatriz Graterol, Fernando Queiroz, Filipe Narciso, Inês Godinho, Margarida
Carvalho, Mariana Matos, Pedro Alves e Upock Qauqavan
Cenografia: Daniel Cardoso e Hugo Franco Matos
Figurinos: Maria Monte
Vídeo Original: Filipe Monteiro
Desenho de Luz: Daniel Cardoso
Equipa Técnica: Rui Daniel e Marco Dias
Produção: Raquel Vieira de Almeida
Ver comentários