Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

À ESPERA DE 30 MIL PESSOAS

Com o Festival das Dunas de S. Jacinto à porta, na pequena localidade piscatória do concelho de Aveiro, dão-se os últimos retoques no espaço onde irá decorrer o evento. No recinto são esperados, durante os três dias (10, 11 e 12 do corrente), cerca de 30 mil espectadores para quem tudo tem de estar pronto, já que também eles irão contribuir para o sucesso do festival.
8 de Julho de 2003 às 00:00
O antigo terreno descampado começa agora a ganhar forma e a parecer-se com o recinto de um verdadeiro festival de Verão
O antigo terreno descampado começa agora a ganhar forma e a parecer-se com o recinto de um verdadeiro festival de Verão FOTO: Paula Rocha
O recinto, que antes era um descampado, começa agora a ganhar forma, uma vez que o palco está “praticamente pronto” e começaram a ser colocadas as barracas onde irão funcionar os 14 restaurantes, as “casinhas das bebidas” e “outro tipo de serviços”, conforme assegurou ao CM José Araújo, da Brand New Day, promotora do evento.
E porque o festival das Dunas de S. Jacinto pretende primar pela diferença, começando pela faixa etária do público que é mais alargada do que a dos festivais de Verão já existentes, a área da restauração, por exemplo, vai ser bastante diversificada.
“Para satisfazer todos os gostos, optámos por ter no recinto restaurantes diferentes, desde vegetarianos aos de comida natural e de sopas, passando pelas pizzas, mas sem esquecer as barraquinhas das tradicionais bifanas, hamburgueres e cachorros quentes”, explicou José Araújo, acrescentando que “este evento é para toda a família e nem todos gostam de comer o mesmo”.
Mas nem só de comida e bebida vive o festival. E porque o recinto está paredes-meias com a Reserva Natural das Dunas, a protecção da natureza é, sem dúvida, umas das preocupações da organização.
Para o efeito, cerca de 20 escuteiros de Lisboa e S. Jacinto, apoiados pelos militares da Base Militar, irão garantir a vigilância e a preservação das dunas, cuja área já foi vedada, “mesmo para evitar que as pessoas vão para lá e destruam tudo. Este local foi escolhido tendo em conta a envolvência natural que oferece e, por isso, preservá-lo é um dos principais objectivos”, afirma José Araújo.
Já no que toca à segurança, a organização, em conjunto com a Câmara Municipal de Aveiro, Junta de Freguesia de S. Jacinto e a Protecção Civil, organizou um plano de contingência que pretende dar resposta a problemas e situações de emergência que possam surgir.
Na sede da Junta de Freguesia irá funcionar, 24 horas por dia, um centro de operações de socorro que contará com a colaboração do Hospital Infante D. Pedro, em Aveiro, do INEM e da Cruz Vermelha Portuguesa que disponibilizaram várias equipas de médicos para o local.
CURIOSIDADES
PARQUE INFANTIL
A pensar nos pais que queiram ir assistir aos concertos, a empresa organizadora do festival “improvisou” um parque infantil onde as crianças podem ser deixadas ao cuidado de monitores. Jogar dominó, contar anedotas ou brincar à macaca são algumas das actividades que os mais pequenos têm ao seu dispôr no parque infantil.
TRANSPORTE
Para garantir o transporte das pessoas até S. Jacinto, a Câmara Municipal de Aveiro disponibilizou seis autocarros e duas lanchas que irão funcionar 24 horas por dia. As alternativas são viajar de carro até à Torreira e apanhar o autocarro, ir de lancha desde Aveiro até ao local dos concertos, ou, então, utilizar a própria viatura.
CARTAZ DIA-A-DIA
DIA 10
Além dos cabeças de cartaz INXS – banda australiana que regressa a Portugal com um novo vocalista, Jon Stevens –, que entram em palco às 21h50, o dia integra ainda as actuações de FishBrain (19h00), Crude (19h45), Big Fat Mama (20h35), Xutos & Pontapés (23h35) e Death in Vegas, que começam a tocar às 01h20 em regime “after hours”.
DIA 11
Dominado pelo concerto dos Simply Red (00h35), liderados por Mick Hucknall, o segundo dia do festival inicia-se com a actuação dos FadoMorse (19h00), logo seguidos de Santos e Pecadores (20h00), Shivaree (21h20), Pedro Abrunhosa (22h50) e La Gente Del Sol (02h20) também já em “after hours”.
DIA 12
Também de regresso ao nosso País estão os britânicos Roxy Music do carismático Bryan Ferry, que fecham o evento a partir das 00h15. Antes, o palco será ocupado por Bodhisattva (19h00), Raindogs (19h45), EZ Special (21h00), Paulo Gonzo (22h30) e Client/Andy Fletcher, dos Depeche Mode (02h00) em “after hours”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)