Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

ACABAR COM O DESERTO CULTURAL

Os protagonistas - Anabela e Carlos Quintas - já começaram a ensaiar, há duas semanas, mas ontem foi o dia marcado por Filipe La Féria para colmeçar a trabalhar com o elenco total do seu próximo musical, “My Fair Lady - Minha Linda Senhora”, a estrear em Novembro.
17 de Setembro de 2002 às 21:28
E enquanto o Politeama está em obras para permitir a instalação do cenário - uma espécie de Praça da Ribeira “à inglesa”, onde uma menina chamada Elisa vende flores e vai conhecer um professor de linguística que mudará a sua vida - os ensaios decorrem no Cinema Europa, em Campo de Ourique.

Fazer a diferença

Lembrando a todos que “não tem dinheiro”, pois, “com o PS ou com o PSD”, nunca tem subsídio, La Féria instigou a equipa a trabalhar o mais possível.

“É preciso fazer a diferença neste deserto cultural que é Lisboa. O teatro está pelas ruas da amargura, e a música não existe. Portanto, ao trabalho. E preparem-se para as críticas: há muito quem não goste de nós. E vão todos dizer que a ‘My Fair Lady’ de Londres é que é boa...”

Prometendo um dos cenários mais simples que já concebeu, o encenador pediu sobretudo aos actores que se empenhem nas aulas de movimento. “Eu sei que vocês cantam como passarinhos, mas depois, a dançar, são uns autênticos elefantes.”

Depois da projecção do filme protagonizado por Audrey Hepburn, procedeu-se à primeira leitura colectiva da peça.

Um elenco de primeira escolha

A história de “My Fair Lady” e da pobre vendedora de flores a quem um professor de linguística vai transformar numa senhora é conhecida por demais. No espectáculo de La Féria, o papel cabe à cantora Anabela, que o público bem conhece, e o não-menos famoso Carlos Quintas será o professor encarregue de lhe dar lições...

Mas há muitas outras estrelas no elenco deste musical de La Féria, a começar pela veterana Maria Helena Matos - mulher do já falecido Henrique Santana - e, talvez, o nome mais surpreendente do elenco desta mega-produção.

A grande senhora do nosso teatro tem estado arredada dos palcos há anos, e, concerteza, não deixará de atrair ao Politeama gente saudosa de a ver.

Mas há outros trunfos na ficha artística de “Minha Linda
Senhora”. São os casos de Manuela Maria, Joel Branco, Mariema, António Leal ou do jovem Miguel Dias. Argumentos mais que suficientes para fazer desta “senhora” mais um sucesso na carreira de Filipe La Féria.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)