Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Alt-J prometem aos fãs concerto inesquecível

Digressão europeia do trio britânico arranca amanhã na Altice Arena, em Lisboa.
Pedro Rodrigues Santos 5 de Janeiro de 2018 às 01:30
Thom Sonny Green (bateria), Joe Newman (voz e guitarra) e Gus Unger-Hamilton (teclas) atuam amanhã em Lisboa
Thom Sonny Green (bateria), Joe Newman (voz e guitarra) e Gus Unger-Hamilton (teclas) atuam amanhã em Lisboa
Thom Sonny Green (bateria), Joe Newman (voz e guitarra) e Gus Unger-Hamilton (teclas) atuam amanhã em Lisboa
Thom Sonny Green (bateria), Joe Newman (voz e guitarra) e Gus Unger-Hamilton (teclas) atuam amanhã em Lisboa
Thom Sonny Green (bateria), Joe Newman (voz e guitarra) e Gus Unger-Hamilton (teclas) atuam amanhã em Lisboa
Thom Sonny Green (bateria), Joe Newman (voz e guitarra) e Gus Unger-Hamilton (teclas) atuam amanhã em Lisboa
Thom Sonny Green (bateria), Joe Newman (voz e guitarra) e Gus Unger-Hamilton (teclas) atuam amanhã em Lisboa
Thom Sonny Green (bateria), Joe Newman (voz e guitarra) e Gus Unger-Hamilton (teclas) atuam amanhã em Lisboa
Thom Sonny Green (bateria), Joe Newman (voz e guitarra) e Gus Unger-Hamilton (teclas) atuam amanhã em Lisboa
Já andam na estrada há sete meses a tocar as canções do novo álbum, ‘Relaxer’, mas cada concerto continua a ser vivido como se fosse o primeiro. Os Alt-J atuam amanhã na Altice Arena, em Lisboa, às 20h30, replicando o êxito que têm angariado junto do público luso nos últimos cinco anos.

"É excelente sentirmos como os nossos fãs reagem à nossa atuação", afirma ao CM Gus Unger-Hamilton, teclista do trio britânico que atuou em julho passado no NOS Alive. "Ainda por cima, os temas deste trabalho ganham uma nova força quando os tocamos ao vivo".

O arranque da digressão europeia no nosso país não foi, por isso, inocente. "Não conseguimos explicar a razão", prossegue o músico, "mas temos uma relação fantástica com Portugal".

Prometido está um espetáculo envolvente, onde luz e vídeo estão em simbiose perfeita com o som do grupo. "O público tem ficado bem impressionado com a maneira como as nossas canções se misturam com o cenário", diz Gus Unger-Hamilton. "E tentamos sempre que a nossa sonoridade não seja imediata para o público", acrescenta.

As entradas para Alt-J custam entre 39 e 47 euros, com a primeira parte assegurada pela cantora Marika Hackman.

Fundados em 2007
Os Alt-J nasceram como quarteto em Leeds, Inglaterra. A letra delta do alfabeto grego, que significa ‘mudança’ ou ‘diferença’, identifica o grupo.

Três álbuns no ativo
‘An Awesome Wave’ (2012), ‘This is All Yours’ (2014) e ‘Relaxer’ (2017) compõem a discografia do grupo, para além de vários singles e mini-álbuns.

Premiados pela música
Os Alt-J têm arrecado várias nomeações da indústria musical. Já ganharam um Mercury Prize e foram nomeados para três Brit Awards e um Grammy.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)