Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

Carlos Paião lembrado em Cascais

Vinte e dois anos depois da morte de Carlos Paião (1957-1988), o TEC – Teatro Experimental de Cascais prepara uma Exposição – Homenagem ao compositor e intérprete português que viveu grande parte da sua vida em Cascais e que está sepultado em São Domingos de Rana. Entre os participantes nesta homenagem, destaque para Herman José, com quem Carlos Paião colaborou, compondo, nomeadamente, as canções da personagem ‘Serafim Saudade’, e Rui Veloso, que vai receber o Prémio Carlos Paião pelos seus 30 anos de carreira.
5 de Dezembro de 2010 às 20:55
Carlos Paião faleceu prematuramente, vítima de acidente de viação, quando regressava de um espectáculo
Carlos Paião faleceu prematuramente, vítima de acidente de viação, quando regressava de um espectáculo FOTO: d.r.

Licenciado em Medicina em 1983, Carlos Paião tinha-se tornado, dois anos antes, uma figura pública, ao vencer, com o tema ‘Playback', o Festival RTP da Canção - derrotando as Doce e José Cid.

 

No mesmo ano, lançou o tema pelo qual ainda hoje é recordado - ‘Pó de Arroz' - mas na sua prolífera carreira tornou-se também conhecido por escrever para outros artistas, como Amália Rodrigues ou Cândida Branca Flor.

 

A homenagem, que terá lugar dia 8 de Dezembro no Espaço Memória do Teatro Experimental de Cascais (Avenida Marechal Carmona, 104), a partir das 17h00, reúne documentos cedidos para o efeito pelos pais, familiares e amigos de Carlos Paião, falecido a 26 de Agosto de 1988.

Cultura Música Carlos Paião TEC Espaço Memória Exposição - Homenagem Herman José Rui Veloso
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)