Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
4

CTT editam 'Portugal em selo 2014'

Livro é da autoria de Jorge Martins.
J. Pires Santos 23 de Dezembro de 2014 às 13:06
Selo personalizado que reproduz o Marco de Correio que começou a ser instalado em Lisboa a partir de 1882
Selo personalizado que reproduz o Marco de Correio que começou a ser instalado em Lisboa a partir de 1882 FOTO: D.R.

Os Correios de Portugal acabam de lançar no mercado o livro ‘Portugal em Selos 2014’, da autoria de Jorge Martins, que escolheu para a edição deste ano a temática ‘Valores Europeus’.

A Cultura é um desses valores, mas também o é a Ciência, a Tradição e a Cidadania, "herdados da antiguidade grego-latina e do paradigma judaico cristão, as duas principais e evidentes matrizes da identidade ocidental", como refere o autor na abertura do livro.

‘Portugal em Selos’ foi editado pela primeira vez em 1983 e desde então tem mantido a sua edição anual reunindo todos os selos e blocos editados em cada ano pelos CTT. É o mais antigo livro do mundo que inclui selos e também aquele que mais foi imitado internacionalmente.

Esta edição é também um volume histórico porque se trata do primeiro exemplar lançado depois da abertura dos CTT ao capital privado.

A obra segue a linha editorial das anteriores edições, mantendo a mesma qualidade, e inclui 82 selos, 21 blocos e uma folha especial. Entre outras emissões editadas durante o corrente ano, destacamos a dedicada a Eusébio, composta por dois selos e um bloco; a alusiva à  Universidade de Coimbra, recentemente declarada pela Unesco como Património da Humanidade, com quatro selos e um bloco; e a série dedicada às Tapeçarias de Portalegre, com seis selos e um bloco (reproduzem obras de Vieira da Silva, Júlio Pomar, Almada Negreiros e Joana de Vasconcelos).

BOAS FESTAS COM MARCO DO CORREIO

O Marco de Correio, peça histórica que data do final século XIX, foi aproveitada pelos Correios de Portugal para ilustrar um cartão postal de Natal e a emissão de um selo personalizado para utilização exclusiva dos CTT.

O marco de correio, objecto cilíndrico vermelho assente numa base preta, foi o sucessor da caixa de correio ou pequena posta a partir de 1882, sendo nessa ano instalado na cidade de Lisboa. 

Como curiosidade, recordamos que o último marco de correio com o brasão real dos Braganças foi retirado do Largo do Martim Moniz, em Lisboa, no início da década de 80 do século XX. Era o último resquício do monárquico marco em País de ‘República’, resistindo durante 70 anos.

O selo personalizado é ilustrado com telhados de habitações onde o marco de correio serve de chaminé e, da ranhura para se colocarem as cartas, sai fumo. 

colecionismo CTT Portugal em selos 2014 Jorge Martins
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)