Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’

Apresentadora estreia-se com um texto que Guida Maria representou há 20 anos.
Ana Maria Ribeiro 13 de Fevereiro de 2019 às 01:30
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
Júlia Pinheiro vai fazer ‘Monólogos da Vagina’
"Isto não é uma loucura, embora possa parecer. Tenho 56 anos, já fiz muita coisa, mas nunca tinha feito teatro. E uma coisa que me deixa agitada é pensar no que podia ter feito e não fiz", disse esta terça-feira Júlia Pinheiro no palco do Teatro Armando Cortez, em Lisboa.

A conhecida apresentadora de televisão vai estrear-se como atriz no espetáculo ‘Os Monólogos da Vagina’, texto da norte-americana Eve Ensler que Paulo Sousa Costa vai dirigir, e que contará ainda com as interpretações de Paula Neves e Joana Pais de Brito.

A peça, que foi dada a conhecer em Portugal pela atriz Guida Maria, foi representada nos EUA por nomes como Alanis Morissette, Brooke Shields, Jane Fonda, Whoopi Goldberg e Oprah Winfrey, e o seu apelo é universal.

Fala de prazer mas também de violação e mutilação genital, fala de menstruação e do nascimento dos bebés. Fala de amor. "É uma peça com graça, mas que vai muito além do puro entretenimento", explica o encenador Paulo Sousa Costa.

"O texto aborda a condição feminina, e nunca foi tão pertinente falar disso como agora, e deixa as pessoas a pensarem." O criador diz que convidou Júlia Pinheiro por admirá-la como "a grande comunicadora que é". "Apesar de só termos tido dois ensaios, sei que fiz a escolha certa."

Quanto à apresentadora, confessa estar "apavorada", mas, ao mesmo tempo, a concretizar um sonho antigo. "Isto é um desejo secreto. Um salto no escuro, uma vertigem. Quero sentir o bafo do público."
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)