Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Morre soprano suíça aos 93 anos

Morreu esta segunda-feira, aos 93 anos, a soprano suíça Lisa Della Casa, grande especialista nas árias de Mozart e de Strauss e que estava retirada da vida artística desde 1974. Famosa pela voz portentosa mas também pela beleza, foi considerada uma das melhores sopranos do mundo da sua geração, encantando plateias com o seu estilo radioso e elegante.
12 de Dezembro de 2012 às 17:41
Lisa Della Casa era celebrada não só pela voz portentosa mas também pela sua beleza
Lisa Della Casa era celebrada não só pela voz portentosa mas também pela sua beleza FOTO: D.R.

Nascida em 1919 perto de Berna, na Suíça, Lisa Della Casa estudou bel-canto em Zurique e fez a sua estreia nos palcos durante a Segunda Guerra Mundial, na ópera ‘Madama Butterfly', de Puccini, no Teatro Municipal Solothurn-Biel.

O seu talento levou-a a correr Mundo, actuando em salas tão prestigiadas como a Metropolitan Opera, de Nova Iorque; a Royal Opera House, em Covent Garden, Londres; ou La Scala, de Milão. Só na Ópera Estatal de Viena, na Áustria, fez mais de 400 récitas.

A presidente do Festival de Salzburgo, Helga Rabl-Stadler, emitiu um comunicado em que classifica as prestações de Della Casa como "momentos sublimes, celebrados tanto pelo público como pela crítica".

Lisa Della Casa, casada desde 1940 com o jornalista e violinista Dragan Debeljevic, de quem teve uma filha, Vesna, morreu no castelo em que vivia, na cidade de Muensterlingen, ao pé do Lago Constance.

Cultura Música óbito soprano Lisa Della Casa
Ver comentários