Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
7

Nota do primeiro banco português vai a leilão

Peça é considerada muito rara e tem base de licitação de sete mil e quinhentos euros.
J. Pires Santos 14 de Março de 2016 às 16:12
Nota de 90 mil réis, emitida no Rio de Janeiro em 1810, vai a leilão por 7 500 euros
Nota de 90 mil réis, emitida no Rio de Janeiro em 1810, vai a leilão por 7 500 euros

A nota de 90 mil réis do Banco do Brasil – instituição de crédito criada em 1808 por D. João, Príncipe Regente, no Rio de Janeiro – é a estrela do próximo leilão da Numismática Leilões, que terá lugar quarta e quinta-feiras, 16 e 17 de março, no Sheraton Lisboa Hotel, em Lisboa.

A nota, que circulou entre 1810 e 1829 e é considerada muito rara, tem o número 9525 e vai ser leiloada com base de licitação de sete mil e quinhentos euros.


O Banco do Brasil, criado por alvará de 12 de outubro de 1808 no Rio de Janeiro, foi o primeiro banco em território português e o quarto banco emissor em todo o mundo. Em 1829 foi ordenada a sua liquidação.


O catálogo do leilão, com cerca de 350 páginas, apresenta os 1772 que vão estar em praça. A almoeda é dividida em três sessões, começando dia 16 de março às 15h00, com uma extensa coleção de cédulas. Destas, destacamos a peça de quatro centavos do ‘Restaurant Bocage, Setúbal’, inédita e muito rara, e que tem base de licitação de cem euros. O restaurante foi fundado em 1907 e ainda existe.


Na quinta-feira, 17 de março, vão estar em praça cerca de mil lotes de moedas de ouro, prata e outras ligas de Portugal e do Mundo. Neste sector, destacamos a moeda de ouro ‘Português’, batida no reinado de D. João III, considerada rara e que tem base de licitação de dez mil euros.


O catálogo do leilão pode ser consultado no site www.numismaticaleiloes.pt

 

COMEMORAÇÕES BOCAGIANAS

 

Os Correios de Portugal associam-se às comemorações bocagianas e esta segunda-feira, dia 14, editam um carimbo comemorativo dedicado ao poeta setubalense e que reproduz a efígie de Bocage. O carimbo estará à disposição dos colecionadores na Escola Secundária D. Manuel Martins, entre as 15h00 e as 17h00. No mesmo local e no mesmo horário vai estar também à disposição dos interessados a obliteração dedicada ao ‘Dia do Pi’.

 

CTT HOMENAGEIAM VULTOS DA HISTÓRIA E DA CULTURA

 

Também na segunda-feira, 14, os Correios de Portugal apresentam uma emissão filatélica dedicada a figuras histórias que em diversas áreas marcaram a identidade cultural, política e artística do País: Vergílio Ferreira, António José de Almeida e Mário Dionísio.

Esta emissão é composta por três selos e um bloco. O selo de Vergílio Ferreira tem uma tiragem de 135 mil exemplares e destina-se ao correio nacional; enquanto o de António José de Almeida tem uma tiragem de 110 mil exemplares e destina-se ao correio azul. Já o selo de Mário Dionísio, com uma tiragem de 135 mil, servirá para a correspondência para a Europa (E20g). O design desta emissão filatélica esteve a cargo do AF Atelier.

colecionismo J. Pires Santos CTT
Ver comentários