Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

Portugueses foram menos ao cinema

Durante o ano de 2004 os portugueses foram menos vezes ao cinema do que no ano de 2003. Esta é a conclusão a retirar do balanço do primeiro ano de informatização dos dados de bilheteira em Portugal facultados pelo Instituto do Cinema, Audiovisual e Multimédia (ICAM).
3 de Fevereiro de 2005 às 00:00
Durante o ano passado, as salas de cinema registaram uma afluência de cerca de 15 milhões de espectadores, números nada animadores já que representam uma quebra de quase três milhões relativamente ao ano de 2003 (estes últimos foram calculados informalmente, através de inquérito).
Segundo Elísio Cabral de Oliveira, presidente do ICAM, explicou ao CM esta quebra “prende-se sobretudo com o enfraquecimento do poder de compra e com um ano cinematográfico menos atractivo”.
Aquele responsável salvaguardou, contudo, que os números apresentados têm uma margem de erro de cerca de um milhão de bilhetes que ainda estão por contabilizar pertencentes a dois grandes operadores. Seja como for, uma coisa é certa: os portugueses foram 1,6 vezes ao cinema quando a média deveria ter sido de 2,2 visitas por ano.
“Estes são resultados que merecem a nossa reflexão até porque o cinema ainda é a actividade de lazer mais económica e democrática”, declara Elísio de Oliveira para quem a concentração das salas de cinema nas grandes cidades também não contribui para a melhoria dos números.
“Em determinados locais do País a oferta ou não é muito grande ou nem existe”, diz. Só os distritos do Porto, Lisboa e Setúbal, por exemplo, detêm 304 das 586 existente no Pais. “Mas mesmo dentro do distrito do Porto há concelhos que nem têm uma sala de cinema como Felgueiras, Amarante, Paços de Ferreira, Paredes ou Trofa”, revela.
De acordo com os dados do ICAM, dos 281 filmes estreados em Portugal em 2004, apenas 18 eram portugueses (número que está dentro da média europeia) e ‘Shrek 2’ foi o mais visto como 729.948 espectadores, num total de quase três milhões de receitas.
No ‘ranking’ dos filmes com maior frequência, os primeiros dez são norte-americanos, sendo que a primeira produção europeia, ‘O Amor Acontece’, só aparece em 74.º lugar. O filme português mais visto foi ‘Sorte Nula’, na 91.ª posição com 45 mil espectadores.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)