PÚBLICO DE BRAGA RENDE-SE AOS CORRS

A inconfundível música dos irlandeses The Corrs invadiu, anteontem, o Estádio Municipal de Braga, provocou a comoção e o delírio dos cerca de três mil fãs que acorreram ao novo recinto desportivo para assistir ao primeiro concerto da banda em Portugal.
18.07.04
  • partilhe
  • 0
  • +
Os manos Corr foram recebidos com palmas e gritos pelas pessoas presentes, que ficaram muito aquém de esgotar a lotação do estádio (30 mil lugares), mas que compensaram em entusiasmo. Para tal, muito contribuíram os portugueses Fingertips, liderados pelo vocalista Zé Manel, que fizeram justiça à responsabilidade de abrir o espectáculo, com os temas do álbum ‘All ‘Bou Smoke ‘n Mirrors’ a deixar os fãs, em especial os mais jovens, com o coração aos pulos e a pedir mais.
AMBIENTE AVASSALADOR
Logo às primeiras palavras de Andrea Corr, a vocalista, que saudou a assistência com um efusivo ‘Boa noite Braga!’, o público redobrou as atenções para sorver até às últimas notas a sonoridade característica das melodias do quarteto, uma fusão entre o rock e a música tradicional irlandesa.
E foi assim que a voz límpida de Andrea associada ao som da sua ‘tin whistle’ (pequena flauta que toca e que no final ofereceu à assistência) dominaram a noite na cidade barroca. Aliás, ao segundo tema, ‘Only When I Sleep’ – um dos maiores êxitos do grupo –, o público já estava praticamente rendido à banda, facto que viria a confirmar-se pouco depois com outro grande ‘hit’, ‘What Can I Do?’.
Seguiu-se ‘Angel’, mas a verdadeira apoteose, para a qual muito contribuiu o som doce do tradicional violino de Sharon Corr, só viria com ‘Runaway’, acompanhado, a plenos pulmões, pelas mais de três mil vozes.
O ambiente do novo municipal, imponente e sóbrio, construído sobre uma antiga pedreira, fez o resto, provocando um resultado avassalador e um dos momentos mais belos da noite, que mereceria de Andrea o comentário “Vocês cantam muito bem!”
Obrigados a voltar ao palco devido à insistência do público que não arredou pé, os Corrs ofereceram ainda o espectacular ‘Breathless’, numa interpretação que deixou os presentes literalmente sem fôlego.
Apesar do inequívoco apoio que o público prestou aos The Corrs, é apenas de lamentar que, na estreia da banda em Portugal (um concerto realizador em simultâneo com o Festival de Vilar de Mouros), existissem muitos espaços vazios no Municipal da capital minhota.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!