Benfica paga 3,9 milhões por Oblak

O guarda-redes esloveno Jan Oblak terá custado ao Benfica aproximadamente 3,9 milhões de euros. Um valor elevado tendo em conta que o atleta, que completa 18 anos dia 7 de Janeiro, é praticamente um desconhecido dos adeptos benfiquistas.

12.11.10
  • partilhe
  • 0
  • +
Benfica paga 3,9 milhões por Oblak
Oblak, de 17 anos, era seguido pelo Aston Villa e pelo Liverpool, mas acabou por assinar contrato com o Benfica Foto Miguel Barreira/Record

No Relatório e Contas ontem enviado pela Benfica SAD à CMVM, é possível ler-se que os investimentos efectuados nos atletas Franco Jara, Nicólas Gaitán e Jan Oblak atingiram "um montante global" de 17,76 milhões de euros. Contas feitas, e como o Benfica já havia comunicado à CMVM que o passe de Franco Jara foi adquirido por 5,5 milhões de euros, e o de Nicólas Gaitán por 8,4 milhões, o esloveno contratado ao Olimpija Ljubljana terá custado exactamente 3,86 milhões de euros, cerca de metade dos oito milhões que os encarnados investiram para assegurar a contratação do espanhol Roberto.

A contratação de Oblak pelo Benfica foi conhecida a 14 de Junho deste ano e o jovem foi mesmo aposta de Jorge Jesus para o estágio dos encarnados na Suíça. Regressado a Portugal, foi cedido, no final de Agosto, ao Beira--Mar. Desde que chegou a Aveiro, Oblak ainda não foi utilizado no campeonato, tendo sido suplente em quatro ocasiões. O titular dos aveirenses tem sido Rui Rego, contratado pelo Beira-Mar ao Desportivo de Chaves.

O guardião esloveno é uma das principais apostas de futuro dos encarnados que terão ganho a corrida a emblemas como o Aston Villa e o Liverpool.

Mas o esloveno foi apenas uma das contratações do Benfica. Nas contas enviadas à CMVM, o clube revela que "no decorrer do exercício de 2009/2010 realizaram-se investimentos no reforço do plantel da equipa de futebol profissional no valor de 37,1 milhões de euros, estando o referido investimento essencialmente relacionado com as aquisições dos direitos desportivos de Javi García, Felipe Menezes, Júlio César, Weldon, César Peixoto, Airton, Kardec, Éder Luis, Alípio, Rodrigo e Fábio Faria". Já os 17,76 milhões gastos em Franco Jara, Nicólas Gaitán e Jan Oblak estão fora deste montante "pelo facto de esses direitos só pertencerem à Benfica SAD a partir de 1 de Julho de 2010, conforme estipulado nos referidos acordos".

ADMINISTRADORES GANHAM 617 MIL

Entre 1 de Julho de 2009 e 30 de Junho de 2010, a Benfica SAD gastou 617 263 euros para pagar "as remunerações atribuídas aos membros dos órgãos sociais". Neste campo, Domingos Soares Oliveira, responsável pela área financeira, foi o que mais recebeu: 329 821 euros (216 550 de salário fixo, 14 271 de encargos sociais e 99 000 de remuneração variável). Rui Costa encaixou 243 891 euros (230 882 de salário e 13 009 com encargos), enquanto Maria Teresa Rodrigues Claudino teve direito a 43 551 euros (deixou o clube a 19 de Novembro de 2009).

AT. MADRID DEVE DOIS MILHÕES

Nas contas enviadas à CMVM, a Benfica SAD revela na rubrica de outros devedores que existe uma verba "a receber do Atlético de Madrid no montante de 2 067 312 euros, referente à rescisão sem justa causa do atleta Daniel Carvalho (Dani) e posterior transferência para esse clube". Dani chegou ao Benfica em 2000 vindo do Ajax. No mesmo ano deixou a Luz rumo a Madrid, onde ficou até 2003.

RELATÓRIO CHEGA FORA DO PRAZO

As contas consolidadas do Benfica foram publicadas fora do prazo, já que o clube estava obrigado a enviar para a CMVM o documento até 31 de Outubro. Em 4 de Novembro, o Benfica enviou um primeiro documento à CMVM, que, no entanto, solicitou a totalidade das informações. No dia seguinte, a SAD disse que o entregaria em 8 de Novembro. As contas foram publicadas no dia 11.

676 MIL EUROS PARA O GUIMARÃES

O Benfica assinou um contrato com o V. Guimarães que lhe garante "o direito de preferência numa futura aquisição de direitos económicos e/ou desportivos" de jogadores. O clube da Luz revela que pagou "adiantamentos a fornecedores de imobilizado" no valor de quase 2,3 milhões de euros, sendo que este valor implica uma parte da aquisição de Jan Oblak e outra um pagamento ao V. Guimarães no âmbito deste contrato.

Além disso, o Benfica ainda tem contas para saldar com os vimaranenses ao abrigo deste acordo. Na rubrica de títulos a pagar a fornecedores de imobilizado corrente, surge uma verba de 676 mil euros que deve ser entregue ao Vitória, um valor que, segundo o relatório e contas de 2009/10, está "no âmbito do contrato celebrado com esta entidade que dá à Benfica SAD o direito de preferência numa futura aquisição de direitos económicos e/ou desportivos". No centro deste acordo estarão nomes como o de Targino, que na semana pas-sada regressou aos relvados com dois golos frente ao Sporting. O interesse dos encarnados já foi noticiado e este pagamento antecipa-do pode garantir a transferência. Contudo, não é possível apurar o montante total a pagar ao V. Guimarães, dado que algumas verbas não estão discriminadas.

LUÍS NAZARÉ CRIA MAL-ESTAR

As declarações de Luís Nazaré após a derrota com o FC Porto caíram que nem uma bomba na Luz. O líder da Assembleia Geral do Benfica criticou a postura da equipa e disse que o objectivo mais crível seria lutar pelo 2º lugar. Os comentários não só criaram mal-estar no plantel, como também junto de alguns membros da direcção.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!