Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Bruno de Carvalho nega ter dupla nacionalidade e pede provas

Ex-presidente do Sporting diz ter pedido à Embaixada de Moçambique um comprovativo que ainda não apareceu.
30 de Dezembro de 2018 às 16:03
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho, Alcochete, Sporting
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho, Alcochete, Sporting
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho, Alcochete, Sporting
Bruno de Carvalho negou ter dupla nacionalidade (portuguesa e moçambicana) e lamentou que o pedido que fez à Embaixada de Moçambique para emitir uma declaração a comprovar tal facto ainda não tenha merecido resposta. Numa publicação no Facebook onde questiona "onde está o papel?", o antigo presidente do Sporting fala num "mistério por desvendar".

"Estamos a acabar o ano e ainda existem vários 'mistérios' para desvendar. Vou colocar aqui um. As autoridades portuguesas insistiram muito, durante o processo em curso da Academia, que eu tinha dupla nacionalidade (portuguesa e moçambicana). Até a Wikipédia tem esta informação!!! Perante isto, faz cerca de mês e meio a dois, solicitei formalmente, através da advogada, uma declaração da Embaixada de Moçambique a desmentir esta informação. A informação é totalmente falsa... O documento não aparece... Que está a retardar tanto tempo a reposição da verdade?", referiu o ex-líder leonino.

Recorde-se que pouco depois da detenção, no âmbito da investigação ao ataque à Academia, o Correio da Manhã revelou que Bruno de Carvalho poderia ficar em prisão preventiva porque o juiz poderia entender que existia perigo de fuga, na medida em que, defendiam as autoridades, o ex-presidente tinha também nacionalidade moçambicana e Portugal não tem acordos de extradição com aquele país africano.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)