Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

CR7 tramado pela ambição

Jogador deveria ter parado há um mês devido à sobrecarga de jogos, diz-se em Espanha.
13 de Abril de 2014 às 09:48
Cristiano Ronaldo quer estar apto para jogar a 1.ª mão da meia-final da Champions com o Bayern
Cristiano Ronaldo quer estar apto para jogar a 1.ª mão da meia-final da Champions com o Bayern FOTO: Ina Fassbender/Reuters

Profissionalismo exagerado e ambição. Estas poderão ter sido as causas da recente lesão de Cristiano Ronaldo. O jornal espanhol ‘El Confidencial’ refere na edição de ontem que o jogador já deveria ter descansado (ou reduzido o tempo de jogo) há cerca de um mês e só não o fez pela sua intransigente procura da perfeição, ambição de ser cada vez melhor, ganhar títulos e jogar sempre.

O próprio treinador, Carlo Ancelotti, é, segundo o jornal espanhol, um dos responsáveis. É que dos 41 jogos oficiais realizados pelo jogador nesta época, só em três ocasiões é que foi substituído.

Agora parado, devido a lesão na coxa esquerda, Ronaldo quer estar em pleno no jogo da 1ª mão da meia-final da Champions com o Bayern Munique (dia 23). Esse é o grande objetivo do avançado do Real, que vê muito difícil a presença no encontro de quarta-feira com o Barcelona na final da Taça do Rei.

O número 7 do Real Madrid faz a recuperação com um reconhecido fisioterapeuta espanhol, Joaquin Jesus, porque não se mostrou satisfeito com os diagnósticos da clínica que mantém uma relação de exclusividade com o Real Madrid, segundo revela o jornal ‘AS’. O internacional luso chegou mesmo a deslocar-se a Portugal (na passada quinta-feira) para ser avaliado pelo renomado ortopedista José Carlos Noronha.

Goleada cola Real à liderança 

Sem Cristiano Ronaldo, o Real Madrid não teve dificuldades em bater o Almería por 4-0, numa exibição avassaladora dos  merengues (em particular no primeiro tempo). Além de CR7, a equipa de Carlo Ancelotti não pôde contar com Sergio Ramos (lesionou-se na véspera do jogo e está em dúvida para quarta-feira, na final da Taça do Rei com o Barcelona), Carvajal e Xabi Alonso (castigados). 

O Real, com Pepe e Coentrão no ‘onze’, chegou à vantagem por intermédio de Di María aos 28’. A goleada acabou por surgir apenas no segundo tempo, com golos de Gareth Bale, Isco e Morata. Com a derrota do Barcelona, o Real Madrid colou-se ao Atlético de Madrid na liderança da Liga espanhola com 79 pontos.

Cristiano Ronaldo Real Madrid Espanha
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)