Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Mendes reencontra agressor

O inglês do Charlton Ben Thatcher prepara-se para reencontrar o português Pedro Mendes, pela primeira vez depois da violenta cotovelada ao médio português, no passado mês de Agosto. Então ao serviço do Manchester City, o defesa garante estar envergonhado com a sua atitude, que lhe custou oito jogos de suspensão.
19 de Janeiro de 2007 às 00:00
Ben Thatcher diz-se envergonhado por aquela agressão
Ben Thatcher diz-se envergonhado por aquela agressão FOTO: Geoff Caddick, Epa
“Tenho vergonha do que fiz. Foi um momento muito negativo”, afirmou Thatcher, à BBC. assegurando que já fez a promessa solene de não repetir a violenta entrada do encontro de Agosto passado, que deixou o jogador português inanimado e o forçou a passar a noite no hospital. “Garanti ao Alan Pardew (treinador do Charlton) que nunca voltará a acontecer nada parecido com aquilo”, assegurou Thatcher, afirmando que esse episódio já faz parte do passado. “Apesar deste episódio estúpido, o meu registo em termos disciplinares ao longo dos anos tem sido bom”, disse. Thatcher, que se livrou de uma acusação criminal depois de Pedro Mendes ter decidido não apresentar queixa, contou ainda como ultrapassou a situação. “Baixei a cabeça e treinei muito todos os dias. Tentei mostrar uma boa atitude, para tirar alguma coisa positiva de um período mau”, concluiu o inglês que amanhã defronta o Portsmouth em mais uma partida a contar para a Premiership.
Entretanto, os companheiros de Pedro Mendes já vieram a público colocar alguma água na fervura. “O jogo não vai ser o Portsmouth contra o Ben Thatcher”, salvaguardou Linvoy Primus, defesa dos ‘Pompey’. O médio Gary O’Neill acrescentou ainda que Thatcher “já foi castigado e pediu desculpa pelo que agora tem de jogar apenas futebol.”
PORMENORES
AGRESSÃO BRUTAL
A agressão a Pedro Mendes remonta a finais de Agosto quando o Manchester City recebeu o Portsmouth na segunda jornada do campeonato inglês. O português caiu inanimado e foi para o hospital, enquanto Ben Thatcher viu apenas o cartão amarelo.
ATAQUE EPILÉPTICO
Pensou-se num traumatismo craniano quando, a caminho do hospital, sofreu um ataque epiléptico. Felizmente, depois de exames, o médio português teve alta do hospital no dia a seguir ao jogo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)