Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Portugal na terra do dragão zilant

Criatura lendária é hoje símbolo da cidade de Kazan.
Rogério Chambel 28 de Junho de 2017 às 09:27
‘Zilant’ é uma criatura lendária em forma de dragão aparentado à serpente e com garras de ave de rapina
‘Zilant’ é uma criatura lendária em forma de dragão aparentado à serpente e com garras de ave de rapina FOTO: Reuters
Na hora da vitória de Portugal no Europeu em França, o selecionador Fernando Santos socorreu-se do Evangelho para explicar o sucesso, dizendo que fomos "simples como as pombas e prudentes como as serpentes". Hoje, quase um ano depois, as pombas e serpentes da equipa das quinas jogam a passagem à final da Taça das Confederações na terra de um dragão.

Kazan, onde Portugal defronta hoje o Chile, tem como símbolo o ‘Zilant’,uma criatura lendária em forma de dragão, aparentado à serpente e com garras de ave de rapina.

Originário da Tartária, faz parte da mitologia russa, turca e búlgara. São muitas as lendas acerca desta criatura. Uma delas reza que a cidade de Kazan foi atacada (em 1552) por Ivan, O Terrível, e o ouro foi escondido no lago Qaban, de onde foi recuperado por ‘Zilant’. Ivan adotou a imagem do dragão como símbolo da cidade.

Outra lenda diz que a criatura vivia num lago e aterrorizava a população, até que foi morto com a ajuda de um feiticeiro. Outra versão diz que foi um cavaleiro a matar o dragão com a ponta envenenada da sua lança, antes de o desfazer em seis partes.

Certo, certo, é que, hoje, o ‘Zilant’ é o símbolo oficial da cidade de Kazan.
Ver comentários