Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Arte de Gaitán no Minho

Médio bisa no regresso à titularidade.
Mário Figueiredo 27 de Janeiro de 2016 às 04:13
Gaitán foi um quebra-cabeças para a defesa do Moreirense. No seu primeiro golo passou por quatro adversários...
Gaitán foi um quebra-cabeças para a defesa do Moreirense. No seu primeiro golo passou por quatro adversários... FOTO: Simão Freitas
O Benfica garantiu ontem a passagem às ‘meias’ da Taça da Liga com uma goleada de elevada nota artística sobre o Moreirense (6-1), onde se destaca o hat-trick de Talisca e um golão de Gaitán, que passou por quatro defesas. O mágico voltou e surgiu com fome de bola. Espalhou magia e contagiou a equipa que chegou à meia hora a vencer por 4-1. Os erros infantis do Moreirense ajudaram.

Rui Vitória rodou a equipa. Regressaram à titularidade Nélson Semedo, Gaitán, Gonçalo Guedes, Lindelof, Sílvio, Talisca. E foi precisamente o brasileiro quem desbloqueou o resultado ao bisar em dois minutos. Primeiro, de penálti a castigar uma falta desnecessária sobre Gonçalo Guedes, e depois ao aproveitar um mau alívio de André Micael para rematar certeiro. Só dava Benfica e Gaitán ampliou a vantagem ao passar por quatro adversários e a entrar com a bola na baliza. Iuri Medeiros, emprestado pelo Sporting, ainda reduziu para 3-1, mas Jiménez repôs a diferença com um chapéu à meia hora de jogo.

Na segunda metade, o jogo perdeu intensidade. Gaitán bisou e Talisca completou o hat-trick com um golo de nota artística. Grimaldo estreou-se e mostrou qualidade.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)