Chapa quatro à Naval com muita tranquilidade

O Sporting alcançou ontem a segunda vitória consecutiva por 4-1, repetindo a marca da primeira volta frente à Naval e dando a volta ao resultado com um excelente aproveitamento das dificuldades defensivas da equipa de Ulisses Morais, desfalcada de vários titulares. Com uma exibição muito sólida de Miguel Veloso, em particular, e de Liedson, de volta à boa regularidade concretizadora, a equipa de Paulo Bento voltou a realizar um passeio tranquilo pela Figueira.
31.03.08
  • partilhe
  • 0
  • +
Chapa quatro à Naval com muita tranquilidade
Liedson voltou à regularidade concretizadora no Sporting: quatro golos nas últimas duas jornadas Foto José Manuel Ribeiro

Surpreendido por mais um golo oferecido num pontapé de canto, com o brasileiro Marcelinho a aproveitar sem cerimónias as hesitações de Gladstone e de Rui Patrício, o Sporting rapidamente se recompôs e deu a volta ao marcador. Primeiro com um livre directo de Miguel Veloso, a estrear-se finalmente a marcar na I Liga, com uma ‘folha seca’ do lado direito, que abre o apetite para muitos mais e, três minutos depois, com Liedson a concluir sem dificuldade uma oferta de Tiuí, aproveitando bem o erro da defesa da Naval, na tentativa de o colocar fora de jogo. Este golo agravou os problemas defensivos dos figueirenses, pois o guarda-redes Wilson teve de ser substituído.

Com todas as segundas figuras da defesa em campo, a Naval naufragou. Lançado por uma excelente diagonal de Romagnoli (5.ª assistência da temporada), Liedson elevou para 3-1. Há mais de seis anos que o Sporting não conseguia apontar três golos antes do intervalo como visitante – o que traduz o rio de facilidades e tranquilidade em que navegou até desaguar na primeira vitória fora de casa deste ano.

No segundo tempo, a Naval teve uma reacção interessante ao longo de 20 minutos, com sucessivos remates de meia distância, obrigando Rui Patrício a trabalho de qualidade, particularmente a um tiro muito colocado de Dudu (72’), mas a entrada de Abel aumentou a coesão da defensiva leonina e recolocou o jogo no meio-campo contrário, abrindo caminho a um quarto golo, o segundo consecutivo de Djaló.

PAULO BENTO: 'VITÓRIA DÁ CONFIANÇA'

'O adversário adiantou-se no marcador na primeira vez que foi à nossa baliza, mas nós reagimos bem. É uma vitória justa e que chega num momento importante. Uma vitória que dá confiança pelo que significa para nós.' Paulo Bento era um técnico satisfeito no final do jogo com a Naval, mas não deixou de apontar algumas falhas à equipa: 'Estivemos bem ofensivamente, mas não tão bem na defesa'. O triunfo permite aos leões continuar a alimentar o sonho da Liga dos Campeões, mas Paulo Bento já pensa no desafio da Taça UEFA, frente ao Glasgow Rangers: 'O Sporting vai preparar-se para o próximo jogo, onde iremos encontrar grandes dificuldades, mas com confiança pela capacidade de reacção que demonstrámos'.

POSITIVO

SÓ FALTOU O HAT TRICK

Com quatro golos em duas jornadas, Liedson assinalou bem os seus 200 jogos no Sporting, mas falhou o hat trick que persegue há quatro anos, ao desperdiçar em frente da baliza um passe de Djaló (87’).

NEGATIVO

SEM DEFESA PARA A LIGA

Com Paulão no banco mas incapaz de dar o contributo e sem Diego Ângelo, os remendos de Ulisses não renderam: erros e muita fragilidade demonstrativa de que o campeonato da Naval é outro.

ARBITRAGEM

50 % DE ERROS NO FORA-DE-JOGO

Auxiliares falharam 50 por cento dos fora-de-jogo assinalados, todos em desfavor do Sporting. O árbitro esteve bem no único lance duvidoso, com Liedson a provocar o choque com Taborda.

APONTAMENTOS

MOMENTOS FATÍDICOS

'Tivemos alguns momentos fatídicos em que o Sporting passou da desvantagem para a vantagem. Agora vamos pensar no próximo jogo e acreditar que [a manutenção] depende de nós', disse Ulisses Morais, treinador da Naval.

WILSON JÚNIOR

Wilson Júnior vai ficar pelo menos duas semanas longe dos relvados, segundo adiantou Pedro Santos, responsável pelo departamento médico da Naval. O guarda-redes da Naval lesionou-se na cara aos 25’, numa disputa de bola com Tiuí, e teve de ser assistido no Hospital da Figueira da Foz.

LIEDSON

'Tenho 30 anos, sou profissional e estou feliz aqui no Sporting, mas não sei o que pode acontecer no futuro', disse Liedson, após a vitória (4-1) sobre a Naval, em alusão ao alegado interesse do Sevilha. O avançado atingiu ontem os 200 jogos pelo Sporting.

FICHA DE JOGO

Local:  Estádio José Bento Pessoa - Assistência: 3385

Árbitro: Artur Soares Dias (Porto)

NAVAL:  (Wilson Júnior (Taborda 26m), Mário Sérgio, Godeméche, Gaúcho, China, Gilmar, Delfim, Dudu, Davide (João Ribeiro 46m), Marinho (Saulo 70m), Marcelinho.

Treinador: Ulisses morais

SPORTING: Rui Patrício, Pereirinha (Abel 59m), Tonel, Gladstone, Grimi, Izmailov, Miguel Veloso, Romagnoli (Vukcevic 76m), João Moutinho, Liedson, Tiuí (Yannick Djaló 46m).

Treinador: Paulo Bento

Marcador: 1-0 Marcelinho (12m) 1-1 Miguel Veloso (20m) 1-2 Liedson (23m) 1-3 Liedson (37m)1-4 Yannick (79m)

Acção Disciplinar: Amarelos: Tonel (44m), Gladstone (49m), Abel (61m) e Gilmar (78m)

O melhor: Liedson

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!