Fernando Santos defende dispensa de Ronaldo

Selecionador elogiou o “empenho” do capitão nas três semanas que esteve ao serviço da seleção, antes de o libertar para ver os filhos recém-nascidos.
Por João Pedro Óca|02.07.17
Soubemos que tinha sido pai, mas ele esteve sempre cá empenhado, manifestando sempre disponibilidade total e incondicional para disputar esta prova. A partir do momento em que não atingimos a final, entendemos que seria bom para o jogador estar com a família e os filhos". A justificação de Fernando Santos para a dispensa de Cristiano Ronaldo surgiu ontem de viva voz na última conferência de antevisão da Taça das Confederações, que se realiza na Rússia.

O selecionador nacional garantiu ainda que Portugal vai demonstrar toda a intensidade e compromisso na partida de atribuição de 3º e 4º lugares da prova, hoje, com o México (13h00, RTP): "Há um compromisso de uma equipa e o empenho da equipa e não pelo jogador A, B ou C. Não é por estar, ou não estar um jogador, que deixa de existir esse compromisso".

Sobre as críticas ao desempenho da equipa na prova, Fernando Santos defendeu os jogadores. "Percebo as críticas e convivo bem com elas. Se há críticas em relação à equipa… Foi esta equipa que deu ao futebol português um dos seus maiores feitos, senão o maior a nível de seleção. O mérito não lhe pode ser retirado e peço que confiem nesta equipa e acreditem nestes jogadores, pois vão continuar a fazer muito para dar alegrias aos portugueses", garantiu o técnico em conferência de imprensa realizada na sala de imprensa do estádio do Spartak de Moscovo, palco do jogo com os mexicanos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!