Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Treinador da Roma desvaloriza ausências de Marega e Corona

FC Porto defronta na terça-feira a Roma, pelas 20h00 em Lisboa, no Estádio Olímpico.
11 de Fevereiro de 2019 às 14:52
Eusebio di Francesco, treinador da Roma
Eusebio di Francesco, treinador da Roma
Eusebio di Francesco, treinador da Roma
Eusebio di Francesco, treinador da Roma
Eusebio di Francesco, treinador da Roma
Eusebio di Francesco, treinador da Roma
O treinador da Roma, Eusebio di Francesco, desvalorizou esta segunda-feira e as ausências dos portistas Marega e Corona, para o jogo de terça-feira, em Itália, relativo à primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol.

"Não estão esses dois, mas têm bons substitutos, como o Otávio e o Soares, com características diferentes, mas igualmente fortes", disse Eusebio di Francesco, que falava na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o FC Porto.

O maliano Moussa Marega falha o jogo por lesão, enquanto o mexicano Jesus Corona, que marcou em Roma no triunfo por 3-0 no 'play-off' de acesso à Liga dos Campeões, em 2016/17, ficou de fora das opções de Sérgio Conceição por castigo.

O técnico transalpino considera o FC Porto "uma equipa compacta, dura, que sabe o que quer", que "ganha muitos duelos defensivos", pelo que espera "um jogo exigente em termos físicos".

"Vai ser preciso empregar um misto de pernas e experiência. Como costumo dizer, no final da minha carreira a minha língua estava mais comprida e as pernas mais curtas", disse Di Francesco, recorrendo a uma analogia que costuma utilizar.

O técnico considera que o jogo de terça-feira constitui "uma boa oportunidade para mostrar uma Roma forte", ainda que o adversário mereça toda a "consideração e respeito".

"O percurso é longo, mas é uma boa ocasião para fazer um bom jogo. Todas as ocasiões são importantes e na Liga dos Campeões ainda mais. Temos de ser ambiciosos", afirmou Di Francesco.

Questionado sobre o trabalho desenvolvido por Sérgio Conceição no FC Porto, disse que o treinador português, a exemplo do que já tinha feito no Nantes, está a fazer um percurso em ascensão.

"[Sérgio Conceição] deu identidade à equipa, acrescentou algo importante. A equipa era um grupo de jogadores e técnicos à procura de um estilo de jogo com qualidade e agora é uma equipa concreta em todos os pontos de vista", disse.

O FC Porto defronta na terça-feira a Roma, pelas 21h00 locais (20h00 em Lisboa), no Estádio Olímpico, em jogo referente à primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, com arbitragem do holandês Danny Makkelie.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)