Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Igreja tem quase 50 mil edifícios isentos de IMI

Há quem defenda que as duas mil residências paroquiais devem pagar o imposto.
Secundino Cunha 2 de Setembro de 2016 às 08:40
Igrejas e outros locais de culto estão, segundo o texto da Concordata de 2004, isentos do pagamento de impostos
Igrejas e outros locais de culto estão, segundo o texto da Concordata de 2004, isentos do pagamento de impostos FOTO: Hugo Rainho
Contando as misericórdias e as instituições de solidariedade social, a Igreja Católica é proprietária, em Portugal, de cerca de 50 mil edifícios. Se não estivessem isentos de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e cada prédio pagasse, em média, 500 euros, o Estado arrecadaria cerca de 25 milhões de euros por ano.

Ontem, o Patriarca de Lisboa desdramatizou o facto de algumas paróquias terem sido, nas últimas semanas, notificadas para pagamento do imposto e disse que "quando surge alguma questão deste género, é resolvida segundo a lei e segundo os acordos, sem dramatismos".

Manifestando-se convicto de que "não haverá motivos para alarme", o presidente da Conferência Episcopal disse que "este assunto se resolverá com boa vontade de ambas as partes e sempre de acordo com a lei".

Apesar de a Concordata isentar de IMI as residências paroquiais, há padres que defendem que estas devem pagar. "Como o carro de um padre paga imposto de circulação, também a casa onde vive o padre deve pagar IMI", disse ao CM um sacerdote do Porto.

Se assim fosse, e atendendo a que, em Portugal, estão ativas duas mil residências paroquiais, o Estado encaixaria cerca de um milhão de euros.
igreja IMI edifícios isentos residências imposto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)