Juros caem para metade nos últimos três anos

Taxa de juro dos novos contratos atingiu o valor mais baixo desde que os dados são divulgados
Por Beatriz Ferreira|19.02.19
  • partilhe
  • 4
  • +
A taxa de juro cobrada nos novos contratos de crédito à habitação voltou a descer em janeiro e representa já metade do valor de há três anos e meio, em julho de 2015. No primeiro mês de 2019, a taxa atingiu 1,282% nos contratos celebrados nos últimos três meses, o valor mais baixo desde que os dados começaram a ser divulgados, em janeiro de 2009.

Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), divulgados esta segunda-feira, a taxa de juro dos novos créditos para a compra de casa desceu 14,2 pontos base face a dezembro do ano passado. Em julho de 2015, a taxa atingia 2,453%. A queda deve-se aos valores negativos das Euribor e à redução dos spreads – a margem de lucro dos bancos – cobrados na concessão destes empréstimos.

Os dados revelam, porém, duas realidades distintas nos juros dos empréstimos à habitação. Se nos novos contratos, a três, seis e 12 meses, as taxas caíram face a dezembro, no conjunto dos créditos a tendência é outra: desde agosto de 2016 que os juros não são tão altos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!