Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

PIB cresce 4,9% em cadeia e 15,5% em termos homólogos no segundo semestre

Crescimento é consequência da reabertura gradual da economia.
Lusa 31 de Agosto de 2021 às 11:38
Crescimento é consequência da reabertura gradual da economia
Crescimento é consequência da reabertura gradual da economia FOTO: Getty Images
O Produto Interno Bruto (PIB) português registou um crescimento de 4,9% no segundo trimestre face ao primeiro e de 15,5% face ao mesmo período do ano passado, confirmou esta terça-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo o INE, estas estimativas preliminares para o segundo trimestre de 2021 refletem um "período em que se verificou um plano de reabertura gradual da economia, após um novo confinamento geral no início do ano, devido ao agravamento da pandemia".

O instituto nota que a variação homóloga de abril a junho (-5,3% no trimestre anterior) "é influenciada por um efeito de base, uma vez que as restrições sobre a atividade económica em consequência da pandemia se fizeram sentir de forma mais intensa nos primeiros dois meses do segundo trimestre de 2020, conduzindo então a uma contração sem precedente da atividade económica".

PIB Produto Interno Bruto Instituto Nacional de Estatística INE economia negócios e finanças economia (geral)
Ver comentários