Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

Taxa de desemprego em Portugal sobe para 15,9%

A taxa de desemprego em Portugal subiu para 15,9 por cento em agosto, acima dos 15,7 por cento de Julho, enquanto na zona euro e na União Europeia atingiu 11,4 e 10,5 por cento, respectivamente.
1 de Outubro de 2012 às 10:18
Portugal continua a ser o terceiro país com uma taxa de desemprego mais elevada, apenas atrás de Espanha e da Grécia
Portugal continua a ser o terceiro país com uma taxa de desemprego mais elevada, apenas atrás de Espanha e da Grécia FOTO: Alexandre Salgueiro

Segundo os dados hoje divulgados pelo Eurostat, Portugal continua a ser o terceiro país com uma taxa de desemprego mais elevada, apenas atrás de Espanha (subiu para 25,1 por cento) e da Grécia (24,4 por cento, valor referente a Junho).

Na comparação com agosto do ano passado, a taxa de desemprego em Portugal subiu de 12,7 por cento para 15,9 por cento, o terceiro maior crescimento registado entre os Estados-membros, depois da Grécia (de 17,2 para 24,4 por cento, entre Junho de 2011 e Junho deste ano) e Chipre (de oito para 11,7 por cento).

No mesmo período, na zona euro, a taxa de desemprego subiu de 10,2 para 11,4 por cento, enquanto no conjunto da União Europeia avançou de 9,7 para 10,5 por cento.

Entre os jovens (com menos de 25 anos), Portugal registou um recuo, em termos mensais, com a taxa a passar de 36,4 por cento em Julho para 35,9 por cento em agosto. No entanto, na comparação anual, registou um aumento, tendo subido de 30,3 por cento para 35,9 por cento.

Portugal continuou a registar a terceira taxa de desemprego jovem mais elevada entre os países sobre os quais há dados disponíveis (depois da Grécia, com 55,4 por cento, e de Espanha, 52,9 por cento), muito superior à média da zona euro (22,8) e da União Europeia (22,7).

De acordo com as estimativas do Eurostat, em agosto, existiam 25,466 milhões de pessoas desempregadas na União a 27, das quais 18,196 milhões na zona euro.

Em comparação com Julho deste ano, o número de desempregados aumentou em 49.000 na União Europeia e em 34.000 na zona euro.

Em relação a agosto do ano passado, o crescimento foi de 2,170 milhões no conjunto da União e de 2,144 milhões na zona euro.

O Eurostat calcula mensalmente uma taxa harmonizada de desemprego para todos os países da UE. Esta taxa utiliza uma metodologia comum a todos os 27 para permitir comparações. Os resultados do Eurostat não são necessariamente iguais aos obtidos pelo Instituto Nacional de Estatística.

Desemprego Eurostat Taxa União Europeia Zona Euro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)