Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
6

Casal atingido a tiro sonhava ter um filho

Luís Pinto, 29 anos, e Liliane, de 26, foram baleados na EN229 quando iam a consulta de fertilidade.
12 de Outubro de 2016 às 01:45
Luís e Liliane iam de Trancoso para Coimbra e foram atacados na estrada FOTO: Direitos Reservados
Luís Pinto, de 29 anos, e Liliane Mara Pinto, de 26, tinham saído bem cedo de casa, em Benvende, no concelho de Trancoso, com destino a Coimbra, onde tinham marcado uma consulta de fertilidade no Centro Hospitalar e Universitário.

Um familiar das vítimas conta ao CM que o casal estava a fazer pela segunda vez um tratamento de fertilidade. "O grande sonho deles era ter um filho". Luís e Liliane estavam a começar uma vida em comum e os mais próximos descrevem-nos como "pessoas trabalhadoras e honestas".

A viagem foi bruscamente interrompida a cerca de 22 quilómetros de casa, na Estrada Nacional 229, entre Aguiar da Beira e Viseu, onde foram intercetados e baleados.

Luís Pinto, tesoureiro da Junta de Freguesia de Palhais e construtor civil, morreu no local. Liliane Mara Pinto, funcionária da Unidade de Cuidados Continuados de Aguiar da Beira, ainda foi transportada para o Hospital de Viseu, onde ao início da noite estava em morte cerebral.

Casados há três anos, Luís e Liliane estavam a planear ter filhos e por isso estavam a ser acompanhados e a submeter-se a tratamentos de fertilidade em Coimbra. Ontem tinham mais uma consulta marcada, mas não chegaram ao destino.

A família soube que o casal tinha sido atacado já ao final da tarde e ficou em choque. Hélio Martins, presidente da Junta de Palhais, recorda que os dois jovens "estavam a constituir família e eram pessoas completamente inseridas, trabalhadoras e muito queridas pela população".
Ver comentários